Mundo

Missão que levou homem à Lua completa 50 anos

(ANSA) – No dia em que o mundo celebra 50 anos desde que a missão Apollo 11 decolou da Terra para levar, pela primeira vez, o homem à Lua, um eclipse lunar parcial iluminará a noite desta terça-feira (16) e poderá ser visto em toda a América do Sul, incluindo no Brasil, África, Europa, Ásia e Oceania.

Há meio século, o mundo parou para acompanhar a decolagem e, quatro dias depois, em 20 de julho de 1969, o pouso bem-sucedido do módulo Eagle. Os astronautas americanos Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin foram os primeiros a pisar em solo lunar exatamente no mesmo dia. Esta foi a maior e mais complexa de todas as explorações feitas pelo ser humano motivada pela disputa entre Estados Unidos e a então União Soviética, que largou na frente na briga e pousou a primeira sonda na Lua em 1966. No entanto, os norte-americanos do programa Apollo, da Nasa, fizeram mais, pisando na Lua três anos depois. Além dos dois países, apenas a China já conseguiu chegar até a Lua.

Neste ano, por ocasião das celebrações, o Google Arts & Culture disponibilizou um acervo com 40 itens sobre a missão, no qual o usuário poderá se colocar no lugar dos astronautas. Além disso, o Google Earth também trará conteúdo com tours e testes sobre a expedição lunar.

Já o eclipse desta noite poderá ser observado a partir das 17h01 (horário de Brasília). Ao todo, ele terá duração de 5 horas e 33 minutos, sendo que a fase de umbra (quando a sombra da Terra começa a ser observada na Lua) será de 2 horas e 51 minutos. O fenômeno acontece sempre que o Sol, Terra e Lua se alinham, e o planeta faz sombra sobre o satélite.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.