Vice-ministro russo diz que os EUA estão desenvolvendo um sistema de ataque global

Os Estados Unidos da América continuam desenvolvendo sistemas de defesa de mísseis e um programa de “ataque global”, desestabilizando ainda mais a frágil situação internacional, disse o vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, em resposta a agência Rossiya Segodnya.

Na sexta-feira (5) Washington pediu à Rússia para negociar novas reduções nos arsenais nucleares. Os dois países assinaram em 2010 o Tratado sobre Redução de Armas Estratégicas START III substituindo os dois acordos anteriores, o START I de 1991 e o START II de 2000. O acordo obriga os dois países a cortar e limitar o número de armas estratégica.

Mas “o fator que nos impede de negociar novas reduções (de armas nucleares), são as contínuas políticas desestabilizadoras de Washington em áreas como o desenvolvimento de um sistema global de defesa antimísseis, o desenvolvimento contínuo de sistemas capazes de infligir um ataque neutralizante sem o uso armas nucleares a partir de uma grande distância. Me refiro ao programa de ataque global”, disse o vice-ministro.

O programa “Ataque Global Imediato” dos EUA tem como objetivo criar um sistema de armas ofensivas capazes de atacar qualquer lugar do mundo, em um intervalo de uma hora depois de tomar a decisão sobre ele. Supõe-se que o programa é destinado à fabricação de mísseis balísticos intercontinentais modificados, mísseis de cruzeiro hipersônicos e armas com base em novos princípios físicos.
você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]om) para solicitar a matéria!