DestaquesPolítica

Ministro Marco Aurélio autoriza volta de Aécio Neves ao Senado

(ANSA) – O ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, autorizou nesta sexta-feira (30) que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) retorne às suas funções no Senado. Mello ainda derrubou o pedido de prisão apresentado pela Procuradoria-Geral da República contra o tucano.

Aécio foi afastado do cargo por outro ministro do Supremo, Edson Fachin, após a revelação dos áudios da delação premiada de Joesley Batista, um dos donos da JBS, em 18 de maio. A PGR pediu a prisão, já naquele dia, do senador alegando que ele poderia atrapalhar as investigações. No entanto, Fachin decidiu só pelo afastamento.

No entanto, com o fatiamento da delação da JBS no STF, a relatoria da ação saiu das mãos de Fachin e foi para Mello. Além de autorizar a volta ao Senado, o ministro derrubou todas as outras proibições decretadas anteriormente, como a de falar com sua irmã, Andrea, que está presa na mesma investigação, e a de deixar o país.

A decisão sobre o tucano estava marcada para o início de agosto, quando a Primeira Turma do STF decidiria o caso. Era esperado que os cinco ministros votassem no caso, mas Mello decidiu antecipar a medida e decidiu sozinho sobre o caso.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.