Destaques, Educação

Michel Temer quer liberar até 40% do ensino médio a distância

estudo ensino médio a distancia
Foto: Pixabay

Com a reforma do ensino médio, aprovada em 2017, o presidente Michel Temer pretende liberar até 40% da carga horária total do nível médio para ser realizado a distância, informou nesta terça-feira (20) o jornal “Folha de São Paulo”.

Segundo a publicação, a nova regra autoriza que qualquer matéria escolar seja passada aos estudantes a distância. Caso a medida seja aprovada, os alunos que estiverem no ensino médio poderão ficar dois dias por semana fora da sala de aula.

De acordo com os defensores da proposta, a medida visa experimentar novos recursos para serem utilizados na educação. No entanto, o plano do governo federal já causa polêmicas entre os especialistas, que afirmam que a proposta irá danificar ainda mais a educação da rede pública do país.

Ao todo, o Brasil possui 6,9 milhões de matrículas efetuadas no ensino médio de escolas públicas. Porém, cerca de 1,7 milhão de estudantes entre 15 a 17 anos já abandonaram os estudos.

Conforme a lei da reforma, 60% da carga horária deve ser destinada a conteúdos comuns. Já os outros 40%, podem ser escolhidos pelos estudantes para se aprofundarem em linguagens, matemática, ciências da natureza ou ciências humanas. (ANSA)

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.