Portal N10

Michel Temer quer liberar até 40% do ensino médio a distância

Objetivo é experimentar novos recursos para a educação no país

Com a reforma do ensino médio, aprovada em 2017, o presidente Michel Temer pretende liberar até 40% da carga horária total do nível médio para ser realizado a distância, informou nesta terça-feira (20) o jornal “Folha de São Paulo”.

Segundo a publicação, a nova regra autoriza que qualquer matéria escolar seja passada aos estudantes a distância. Caso a medida seja aprovada, os alunos que estiverem no ensino médio poderão ficar dois dias por semana fora da sala de aula.

De acordo com os defensores da proposta, a medida visa experimentar novos recursos para serem utilizados na educação. No entanto, o plano do governo federal já causa polêmicas entre os especialistas, que afirmam que a proposta irá danificar ainda mais a educação da rede pública do país.

Ao todo, o Brasil possui 6,9 milhões de matrículas efetuadas no ensino médio de escolas públicas. Porém, cerca de 1,7 milhão de estudantes entre 15 a 17 anos já abandonaram os estudos.

Conforme a lei da reforma, 60% da carga horária deve ser destinada a conteúdos comuns. Já os outros 40%, podem ser escolhidos pelos estudantes para se aprofundarem em linguagens, matemática, ciências da natureza ou ciências humanas. (ANSA)

You might also like

Leave A Reply

Your email address will not be published.