Metrópole Digital abre 28 vagas para mestrado profissional em TI

Metrópole Digital abre 28 vagas para mestrado profissional em TI

Metrópole Digital abre 28 vagas para mestrado profissional em TI

São 12 vagas para ampla concorrência, 12 para funcionários ou sócios de instituições atuantes no setor, duas para servidores efetivos da UFRN, uma para servidor efetivo da UFERSA e uma para colaborador do Nuplam

Rafael Nicácio agosto 20, 2021 Educação

O Programa de Pós-graduação em Tecnologia da Informação (PPgTI) do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) está com processo seletivo aberto para seu curso de mestrado profissional. As aulas são do segundo período letivo de 2021, com data de início prevista para novembro deste ano.

Conforme o Edital nº 03/2021, as inscrições podem ser feitas até o dia 28 de setembro através do preenchimento do formulário de inscrição – localizado na seção “Processos Seletivos Stricto Sensu” do SIGAA da UFRN. O cadastro é no valor de R$ 180.

Ao todo, são ofertadas 28 vagas, sendo 12 para ampla concorrência, 12 para funcionários ou sócios de instituições atuantes no setor, duas para servidores efetivos da UFRN, uma para servidor efetivo da UFERSA e uma para colaborador do Núcleo de Pesquisa em Alimentos e Medicamentos (NUPLAM/UFRN).

Processo seletivo

O processo seletivo ocorrerá em quatro etapas de caráter eliminatório e classificatório, as quais consistirão na análise dos seguintes itens: documentos enviados no ato da inscrição, proposta de trabalho, apresentação da proposta de trabalho e currículo.

O resultado poderá ser conferido na página web da seletiva, na área do candidato. Uma vez selecionado, o aprovado deverá efetivar sua matrícula até o dia 29 de outubro de 2021, através do e-mail ppgti@imd.ufrn.br.

Mestrado em TI

O curso de mestrado profissional do PPgTI conta com três linhas de pesquisa. A primeira delas, “Engenharia de Software”, abrange tópicos de Engenharia de Requisitos; arquitetura e projeto de software; implementação, testes, reutilização e manutenção de sistemas de software; processos e práticas de software; qualidade de software; entre outros.

Já a segunda, “Inteligência Computacional”, estuda temas como otimização heurística, Aprendizado de Máquina, Ciência de Dados e Inteligência Computacional aplicada a jogos digitais. Por fim, em “Infraestrutura de TI”, os estudantes pesquisam sobre Sistemas Embarcados, Internet das Coisas (IoT), Redes de Computadores e Segurança Computacional.

Dada a pandemia de Covid-19, as aulas continuarão sendo ministradas no formato remoto e on-line até que as atividades presenciais de ensino na UFRN sejam normalizadas. Dessa forma, os encontros serão realizados durante as sextas-feiras, nos turnos da tarde e da noite, e aos sábados, nos turnos da manhã e da tarde.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos