Mesmo assinando decreto, Álvaro Dias afirma que academias e igrejas podem funcionar em Natal

Mesmo assinando decreto, Álvaro Dias afirma que academias e igrejas podem funcionar em Natal

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), informou que, apesar do decreto conjunto entre Governo do Estado e Prefeitura de Natal com medidas mais restritivas de enfrentamento à covid-19, as academias e igrejas podem continuar funcionando como atividade essencial. O esclarecimento foi feito por vídeo divulgado na noite dessa quarta-feira (18/03).

De acordo com Álvaro, a garantia de funcionamento dessas duas categorias ocorre em razão de leis aprovadas pelo legislativo municipal que as classificam como atividades essenciais, permitindo o seu funcionamento, desde que respeitadas as regras de prevenção ao coronavírus e de distanciamento social.

“No contexto da reunião entre as equipes técnicas da Secretaria de Saúde do Município de Natal com a secretaria de Saúde do Governo do Estado, ficou acordado o respeito às leis aprovadas na Câmara Municipal, que garante o funcionamento das academias como atividades essenciais, dentro de uma série regras que serão estabelecidas e determinadas pela Vigilância Sanitária e Secretaria de Saúde de Natal”, explicou o prefeito.

No vídeo, Álvaro Dias também lembrou que há outra lei aprovada na Câmara Municipal de Natal que garante o funcionamento dos templos religiosos com 25% da sua capacidade de pessoas. “Lembrando, claro, de manter o distanciamento social, utilizar máscaras, utilizar álcool em gel, para proteger todas as pessoas presentes no recinto desses templos religiosos”, complementou.

O decreto conjunto do Governo do Estado com a Prefeitura de Natal foi publicado na noite da última quinta-feira (17/03) e entra em vigor a partir deste sábado (20). Dentre as principais medidas estabelecidas está a suspensão do funcionamento das atividades não essenciais no Rio Grande do Norte.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: