Mercados reabrem na China e continuam oferecendo morcegos, cães e outros animais

março 30, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Mercados reabrem na China e continuam oferecendo morcegos, cães e outros animais

Após várias semanas de quarentena devido a pandemia de coronavírus, alguns mercados chineses onde vários animais exóticos são vendidos, reabriram suas portas. Entre os produtos oferecidos estão: gatos e cães amontoados em gaiolas enferrujadas, morcegos e escorpiões. Além disso, outros animais são abatidos e esfolados em condições não higiênicas, relata o jornal britânico Daily Mail.

O vírus foi detectado em dezembro e acredita-se ter se originado de um mercado na cidade de Wuhan que vendia animais silvestres para consumo humano. E precisamente vários animais, incluindo morcegos e pangolins, são considerados como possíveis transmissores do vírus.

O mercado tradicional de Wuhan fechou em janeiro e em fevereiro, quando o governo declarou uma proibição imediata e “abrangente” ao comércio e consumo de animais selvagens.

O terrível surto de covid-19 parece não ter afetado os milhares de mercados de animais em todo o território chinês, e continuam operando normalmente.

Por exemplo, um mercado em Dongguan, no sul da China, continua vendendo morcegos, cobras, lagartos e sapos, amplamente utilizado na culinária popular chinesa. “Os mercados voltaram a funcionar da mesma maneira que antes do coronavírus”, disse um correspondente do jornal britânico que visitou a praça.

Wuhan é a única cidade chinesa ainda em quarentena, no entanto, algumas restrições foram retiradas na última sexta-feira (27) e trens de alta velocidade foram autorizados a operar.