Menores de idade se prostituem em troca de água no Haiti

Meninas haitianas menores de dez anos foram forçadas a oferecer seu corpo para adquirir um pouco de água potável em campos de refugiados, segundo o portal Actualidad RT. Essas meninas são órfãs e sobreviventes do terremoto que atingiu o Haiti em 12 de janeiro de 2010 e custou a vida de mais de 200 mil pessoas e deixou mais de 700 mil refugiados.

Foto: Divulgação/RT
Foto: Divulgação/RT

O Haiti sofre também de outros males sociais, como exemplo, as mulheres que constantemente são estupradas, sendo mais de 90% dos casos, cometidos contra menores. Além disso, teve um aumento na taxa de dependência de drogas, desemprego e violência do país, como informa o jornal El Espectador .
Uma das residentes de um campo de refugiados perto da cidade de Champ Mars, afirmou que sua irmã, de nove anos e sua filha, de seis, foram assediadas para que em troca, recebessem um copo de água. “Nada é intocável”, disse, afirmando que “as violações acontecem a cada segundo”.

Em 2011, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) revelou que as mulheres jovens e meninas são as que mais sofrem violência sexual. A cada 60 vítimas assistidas pela OIM no Haiti, em 2010, 97% eram mulheres e meninas e os restantes 3% de homens. Desde então a violência vem aumentando no país latino-americano, onde, infelizmente, os incidentes não são relatados para polícia devido à falta de acesso à justiça para as vítimas ou ameaças e até intimidações por parte dos agressores.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!