Mastercard busca patente para pagamentos instantâneos com Blockchain

A empresa considerou por várias vezes as plataformas para facilitar os pagamentos

Os novos documentos de patente da Mastercard mostram como o gigante do cartão de crédito está olhando para o blockchain como um meio possível para aliviar os tempos de liquidação de pagamento.

Em um pedido de patente divulgado na semana passada pelo Escritório de Patentes e Marcas dos EUA, a empresa descreve um banco de dados baseado em blocos capaz de processar instantaneamente os pagamentos, garantindo que os comerciantes não precisem aguardar dias antes de receber fundos para seus produtos.

Além disso, os documentos indicam que o técnico ajudaria a empresa a manter um registro contínuo dessas transações, verificando que um vendedor foi realmente pago após uma determinada venda.

blockchain mastercard

Os dados armazenados incluem o valor da transação, uma garantia de pagamento, a confirmação do pagamento e os perfis de conta para as partes envolvidas. Esses perfis de conta também irão armazenar informações de balanço de cada usuário, de acordo com o aplicativo.

“Existe uma necessidade de uma solução técnica em que uma operação de pagamento possa ser garantida de forma que seja prontamente verificável por uma instituição financeira e / ou comerciante adquirente, e onde a garantia também pode ser usada em conjunto com múltiplos tipos de instrumentos de pagamento, como vários tipos de transação, incluindo transações de comércio eletrônico”, revelou a Mastercard.

A Mastercard considerou por várias vezes as plataformas blockchain para facilitar os pagamentos. No mês passado, a empresa anunciou que estava abrindo o acesso às ferramentas de cadeias de blocos que estava desenvolvendo para facilitar as transações de empresa para empresa.

Um pedido de patente anterior lançado em setembro também se concentrou em armazenar histórias de pagamento usando uma cadeia de blocos.

Para mais novidades Blockchain, clique aqui!

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!