Marin apresentará renúncia de cargo da CBF por carta

(ANSA) – O dirigente José Maria Marin apresentará uma carta-renúncia de seu cargo de vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), informaram membros da entidade nesta quinta-feira (10).

O posto está vago desde maio deste ano quando Marin foi suspenso pelas denúncias de corrupção que atingiram a alta cúpula da Fifa no fim daquele mês. Com isso, as eleições para a nova diretoria da CBF será mantida no dia 16 de dezembro. A decisão foi anunciada após pressão de dirigentes sobre o fato de fazer um pleito em que um cargo não poderia ser disputado por ninguém.

Marin está cumprindo um regime de prisão domiciliar em Nova York e deve ser ouvido na semana que vem na Justiça dos Estados Unidos. Ele, ao lado de outras 17 pessoas, foi preso por suspeita de ter fraudado e recebido suborno para ceder direitos de transmissão de imagens a determinadas empresas.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!