Política

Maluf é transferido para Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília

Com o pedido de suspensão de prisão negado pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) será encaminhado, nesta sexta-feira (22), ao Centro de Detenção Provisória do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, depois que se submeter a exames médicos, solicitado pelo juiz Bruno Aielo Macacari, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal (VEP-DF), devido a suas condições de saúde.

Maluf se entregou na quarta-feira (20) à PF, depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou que o político cumpra pena de 7 anos e 9 meses em regime fechado, sob acusação de receber propina  referente a contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS.

Na quinta-feira (21), Macacari cobrou a transferência, em caráter de urgência, do deputado para o Complexo. Porém, a vara cedeu antes, a realização da pericia médica antes de comprovar de Maluf terá o direito da prisão domiciliar humanitária por ter 86 anos e problemas de saúde, como alegou suas defesas.

A carreira de Paulo Salim Maluf é marcada por diversas acusações por corrupção. Entretanto, contra ele não vigorou nenhuma condenação por prática de crimes na modalidade dolosa – quando há intenção de praticar o delito – ou enriquecimento ilícito. Até maio deste ano, quando foi condenado pelo STF por lavagem de dinheiro, pelas votações dos ministros.

 


Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.