Mais de 370 mil brasileiros foram vítimas de Clonagem de WhatsApp

Mais de 370 mil brasileiros foram vítimas de Clonagem de WhatsApp

Mais de 370 mil brasileiros foram vítimas de Clonagem de WhatsApp

Rafael Nicácio setembro 21, 2020 Destaques

O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, realizou um levantamento sobre o cenário da cibersegurança no Brasil referente ao mês de agosto deste ano. O estudo projeta que cerca de 377 mil pessoas tenham sido vítimas do golpe de Clonagem de WhatsApp no país, somente no último mês, o que resultaria em uma média de 12 mil brasileiros afetados por dia pelo golpe. Em comparação com janeiro deste ano, o número de vítimas da Clonagem foi 90% maior.

O estudo mostra São Paulo como o epicentro dos ataques, com 68.5 mil afetados, seguido pelo Rio de Janeiro, com 41.4 mil, e Minas Gerais com 28.2 mil.

Entenda a estratégia dos golpistas

Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, explica: “os golpistas sempre se aproveitam de temas em alta na mídia, como o próprio coronavírus, para criar estratégias e enganar as vítimas. Já identificamos golpes em que pessoas mal-intencionadas tentam se passar por pesquisadores do TeleSUS e até do Instituto DataFolha, alegando que estão fazendo pesquisas sobre o COVID-19, e solicitando um suposto código de confirmação enviado para o celular do respondente para validar a pesquisa. O código, na verdade, trata-se do PIN do WhatsApp, um código de segurança único que não deveria ser informado a terceiros, e é de posse desse código que os cibercriminosos conseguem acessar e sequestrar a conta de WhatsApp das vítimas”.

Simoni esclarece ainda que a base deste golpe é a engenharia social, uma técnica de convencimento utilizada pelos golpistas para persuadir a vítima a entregar o código PIN: “Dentre as principais temáticas utilizadas pelos cibercriminosos para a clonagem de WhatsApp estão ainda as falsas promoções. Os golpistas criam perfis fakes nas redes sociais se passando por estabelecimentos comerciais como lojas, hotéis e restaurantes, convidando para participar de uma suposta promoção ou alegando que ele teria sido contemplado em um sorteio. Na intenção de obter aquele benefício, a pessoa acaba confiando e cedendo o código de confirmação do WhatsApp e até mesmo outros dados pessoais”.

Prejuízo para as vítimas

Ao sequestrar uma conta de WhatsApp, os cibercriminosos utilizam desse acesso para se passar pela vítima e fazer pedidos a seus contatos. “O mais comum é que os golpistas solicitem empréstimos e o pagamento de contas, mais uma vez utilizando da engenharia social para convencer estes contatos”, pontua Simoni.

O diretor indica ainda que o risco é ainda maior para pessoas que trabalham utilizando o celular: “O uso do smartphone pessoal para fins pessoais e profissionais facilita o acesso de cibercriminosos a informações confidenciais de empresas. Os dados corporativos são muito valiosos para cibercriminosos e os prejuízos causados pelos vazamentos deles são incontáveis, ultrapassando os danos financeiros e podendo afetar a confiança dos clientes e até a reputação da empresa”.

Como se proteger

No RN babá consegue comprovar vínculo empregatício com mensagens do WhatsApp
Imagem de antonbe por Pixabay

1 – Em caso de uso pessoal do celular, tenha instalada uma solução de segurança, como o dfndr security, que alerta sobre Clonagem de WhatsApp em tempo real.

Para aparelhos android (disponível no Google Play); para Iphones (disponível na App Store).

2 – Caso você utilize o celular pessoal para fins profissionais, sugira a sua empresa que adquira uma solução de segurança corporativa, como o dfndr enterprise, capaz de identificar ameaças virtuais e proteger seus dispositivos contra vazamentos de dados.

3 – Ative a autenticação em dois fatores (onde um segundo código de segurança é necessário além da senha), para aumentar a segurança de seu WhatsApp;

4 – Nunca compartilhe seu código PIN do WhatsApp com terceiros.

Outros artigos

Urbanização da Praia de Pirangi avança

junho 12, 2021

Urbanização da Praia de Pirangi avança

Os serviços da urbanização da orla de Pirangi seguem avançando, em Parnamirim. Nesta semana foi iniciada a construção de um muro de contenção, que vai permitir o as...