RN

Maior cajueiro do mundo não fica no RN, diz estudo

Cajueiro-de-Pirangi
Cajueiro de Pirangi, atual maior cajueiro do mundo (Foto: Divulgação)

Se depender do resultado de uma pesquisa feita pelas universidades federal e estadual do Piauí, UFPI e UESPI, respectivamente, o Rio Grande do Norte perdeu o título de ter em suas terras o maior cajueiro do mundo, localizado na Praia de Pirangi. Um estudo divulgado durante esta semana declara que o cajueiro do Piauí, mais conhecido como Cajueiro Rei, é o maior do mundo.

Desde julho do ano passado, uma equipe de especialistas tem intensificado a pesquisa sobre os dois cajueiros para comprovar que de fato, o Cajueiro piauiense é o maior.

Para isso, uma equipe do laboratório de biologia molecular e de estudos de injúrias biológicas (LABMIMBIO) da Uespi, que chefia a equipe que investiga o caso, identificou através de um sequenciamento genético que os dois cajueiros são da mesma espécie. Além disso, duas medições geográficas comprovaram que a extensão do cajueiro do Piauí é de 8.800 m² contra 8.500 m² do Rio Grande do Norte. Um total de 300 m² de diferença.

+ Conheça 12 passeios de aventura em terras potiguares

O secretário de Turismo do Piauí, Flávio Nogueira Júnior, contou em nota a imprensa piauiense que a pesquisa foi solicitada já com a certeza de que o cajueiro da cidade seria o maior do mundo. O trabalho de pesquisa, segundo ele, foi apenas para se ter uma amostra mais fidedigna sobre a extensão do ‘Cajueiro Rei’.

Como comprovada, o próximo passo, segundo o secretário, será contatar o Guinness Book para que o título que foi dado ao cajueiro do Rio Grande do Norte seja revisto.

Cajueiro de Pirangi-RN

Desde de 1994, o cajueiro da cidade de Pirangi, litoral sul do Rio Grande do Norte, é considerado pelo Guinness Book como o maior cajueiro do mundo.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.