Política

Maia volta afirmar sobre urgência da Reforma da Previdência e que ela garante direitos

Foto: Lula Marques/AGPT

A conversa arquitetada pelo presidente Michel Temer que foi realizada na quarta-feira (22), com deputados da base e alguns economistas, sobre a reforma da Previdência, fez o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmar, nesta quinta-feira (23), que ela vai ajudar a convencer parlamentares a aprovar o novo modelo. Segundo Maia, a nova legislação não vai restringir os direitos aos quais todos já têm, e além disso, vai melhorar a economia do país.

“A comunicação no primeiro semestre ficou muito confusa, e gerou nas pessoas uma expectativa de que vinha para tirar direitos. A reforma vem para desmontar uma distorção na qual os que ganham menos financiam os que ganham mais. Se conseguirmos resolver isso, vamos conseguir uma economia muito grande”, disse o presidente.

O novo modelo da reforma da Previdência proposta por Temer para ser aprovada ainda em dezembro, é mais simples do que a apesentada anteriormente no mês de maio deste ano, segundo Maia. Ele disse ainda que ela vai reduzir o tempo em que o trabalhador vai precisar contribuir para iniciativa privada, porém a idade mínima para a aposentadoria continuará a mesma.

Maia falou que o tempo de votação está bem apertada, mas relembrou da urgência na aprovação. “O que a gente faz? Deixa o Brasil entrar em 2018 e projeta para 2019 uma crise fiscal enorme que pode tirar investimentos e desmontar toda recuperação econômica dos últimos 12 meses?”, questionou. Lembrando que para consegui a outorga, é necessário, no mínimo, 308 votos dos parlamentares.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.