Mundo

Mãe de jornalista sequestrado pelo Estado Islâmico pede sua libertação

A mãe do jornalista japonês sequestrado pelo Estado Islâmico (EI) fez nesta sexta-feira (23) um apelo perante a imprensa para a libertação do seu filho, coincidindo com o fim do ultimato dado pelo grupo para a sua execução. “Por favor, salvem a vida de Kenji”, pediu ao governo japonês Junko Ishido, mãe do jornalista Kenji Goto, em declaração dada no Clube de Correspondentes Estrangeiros de Tóquio.

O apelo é feito no dia em que se cumpre o prazo de 72 horas imposto pelo Estado Islâmico ao governo do Japão para pagar US$ 200 milhões em troca das vidas de Kenji Goto e do empresário Haruna Yukawa.

“Membros do EI, por favor, libertem-no, [Kenji] não é seu inimigo”, disse a mãe.

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe garante não ter sido contactado pelo Estado Islâmico sobre o caso, mas estima que o ultimato seja cumprido à tarde, três dias depois de o Poder Executivo ter tomado conhecimento da notícia do vídeo. Porém, na quinta-feira (22), o Governo do Japão decidiu não pagar ao Estado Islâmico o resgate necessário para libertar os dois reféns.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias em seu e-mail. O artigo continua após o formulário!

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Viúvo de 42 anos, Haruna Yukawa foi sequestrado em meados de agosto do ano passado, enquanto supostamente dava apoio logístico a um grupo rebelde, rival do EI, na guerra civil síria.

Kenji Goto, de 47 anos, foi para o território sírio controlado pelo Estado Islâmico no início de outubro, com a intenção de cobrir o conflito, e deveria ter voltado ao Japão no dia 29 do mesmo mês.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.