Luciano Hang é alvo da Receita por sonegação de R$ 2,5 milhões, diz jornal

Luciano Hang é alvo da Receita por sonegação de R$ 2,5 milhões, diz jornal

A Receita Federal descobriu uma sonegação fiscal no valor corrigido de quase R$ 2,5 milhões em contribuição previdenciária por parte da Havan, loja que do empresário Luciano Hang, apoiador ferrenho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A informação foi publicada nesta sexta-feira (12) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

De acordo com a publicação, o crime é similar ao que levou Hang a ser condenado em segunda instância em 2003, quando ele fez um acordo para pagar o débito.

O caso mais recente é de 2013 e, segundo o jornal, chegou ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), que manteve a autuação. A Receita cobra R$ 1.052.000,00 da Havan. Com a correção, o valor chega a R$ 2.486.973,20.

A sonegação teria sido detectada em uma auditoria sobre atos de 2009 e 2019. Documentos obtidos pelo jornal mostram que a Havan deixou de declarar e recolher a “contribuição previdenciária patronal”, a “contribuição destinada a terceiros” (Sesc, Senac, Sebrae, Incra e FNDE), os “incidentes sobre a rubrica de folha de pagamento aviso prévio indenizado” dos funcionários e a contribuição que deveria recolher por patrocínio o clube de futebol de Brusque.

O jornal ainda aponta que, entre janeiro e dezembro de 2010, a Havan inseriu nos documentos contábeis uma compensação de créditos indevidos, o que teria reduzido a contribuição previdenciária patronal sobre a remuneração dos colaboradores.

Ao jornal, a Havan disse que a denúncia é velha e nem “sequer foi aceita, por inépcia”. A empresa ainda afirmou que “não houve qualquer processualização, uma vez que em despacho o magistrado consignou carências e inaptidões no que propunham”. Por último, disse que providências jurídicas foram tomadas contra circulação de texto antigo.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: