Laboratório da UFRN registra cinco tremores de terra em João Câmara

Laboratório da UFRN registra cinco tremores de terra em João Câmara

Laboratório da UFRN registra cinco tremores de terra em João Câmara

Rafael Nicácio setembro 16, 2019 Destaques

O Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) registrou no último domingo (15), entre 10h e 13h (horário local), uma sequência de cinco tremores no município de João Câmara – distante pouco mais de 80km de Natal. O maior evento ocorreu às 11h14 e teve sua magnitude preliminar estimada em 1.5 na Escala Richter (que vai até 10 e é utilizada para quantificar a magnitude de um sismo).

Esse evento foi registrado por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) operadas pela UFRN, sendo uma delas a estação localizada no município de Riachuelo (simbolizado pelo triângulo vermelho na imagem acima).

O epicentro do evento foi localizado na área acima de Riacho Seco, no município de Pureza, onde, em março de 1989, ocorreu o segundo maior tremor em magnitude (5.0) da sequência de sismos entre 1986 e 1993 na região de João Câmara. Essa atividade sísmica foi a que causou maior impacto social devido a terremotos no Brasil, provocando extensos danos em edificações, pânico e fuga da população.

“Como sempre dizemos nesse tipo de situação (ocorrência de sismos), é impossível saber como a atividade sísmica relacionada à Falha de Samambaia vai evoluir. No entanto, o LabSis/UFRN vem mantendo um monitoramento permanente dessa atividade visando obter dados que permitam informar a sociedade sobre o que realmente está ocorrendo na região e que servem para orientar futuras ações da Defesa Civil”, diz em nota o laboratório.

O LabSis segue monitorando a atividade sísmica da região Nordeste em tempo real.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos