Mundo

Jovem de 22 anos ateia fogo em si mesmo após seu pai pedir para ele parar de jogar

Hsueh Jun-Chen, 22, fã de jogos online, se queimou até a morte depois de ter “chegado ao seu limite”, quando seu pai lhe disse para parar de jogar e dormir mais. O jovem estava em seu quarto na casa de sua família na cidade de Fenyuan em Taiwan ocidental quando o pai Liu, de 48 anos, bateu em sua porta e lhe disse para ir dormir. As informações são do Daily Mail.

Foto: Reprodução/Daily Mail
Foto: Reprodução/Daily Mail

Os dois então trocaram palavras acaloradas e o pai disse a seu filho que ele estava farto de seu jogo e queria que ele parasse. Mas no dia seguinte ele percebeu que Hsueh não estava mais em casa e quando ele saiu para procurá-lo, encontrou o corpo do jovem carbonizado a 300 metros de distância – com garrafas vazias de gasolina nas proximidades. Ao MailOnline, Liu disse: “Eu simplesmente disse que ele deveria dormir ao invés de jogar por causa que as aulas da universidade estava começando novamente após as férias”. Liu disse que essa foi a última vez que viu seu filho.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.