Featured, Series

Emilia Clarke defende a “nudez” de Game of Thrones

emilia clarke Game of Thrones

A própria Mãe dos Dragões, interpretada pela atriz Emilia Clarke, acredita que a crítica que Game of Thrones recebe por sua nudez é injustificada. A nova temporada da trama está sendo filmada atualmente e os fãs aguardam [ansiosos] pelo capítulo final do que tornou-se indiscutivelmente a série de televisão mais bem sucedida do mundo.

Além da emocionante intriga política, do grande mundo fictício e das cenas de batalha épicas, Game of Thrones ganhou uma reputação excessiva. As mortes chocantes tem recebido críticas até certo ponto “normais”, porém, as cenas de sexo e a grande exposição do corpo humano estão recebendo uma crítica pesada. Enquanto alguns afirmam que essas cenas sejam inadequadas para uma série popular, como Game of Thrones, outros argumentam que tais cenas são desnecessariamente gratuitas e estão incluídas como uma forma de “propaganda barata”.

A própria Clarke apareceu em várias dessas cenas e resolveu defender a produção, argumentando que a nudez da série não seria um problema. Em entrevista ao Harper’s Bazaar, a atriz afirma:

“Estou começando a ficar realmente irritada com essas coisas, porque as pessoas dizem: ‘Ah, sim, todos os sites pornográficos caíram quando Game of Thrones voltou’. Eu amo essa série, e chorei quando foi anunciado o término dela na próxima temporada, porque não conseguia lidar com isso. Há tantos shows centrados em torno de sexo e nudez, que não entendo só a nossa ser criticada. Entendam: as pessoas se reproduzem … Pessoas fazem sexo por prazer – faz parte da vida”.

Os comentários de Clarke levantam dois pontos: em primeiro lugar, Game of Thrones está longe de ser a única série de televisão que apresenta sexo e a nudez de forma gráfica e regular e, em segundo lugar, que o tema talvez não seja mesmo uma questão controversa. No entanto, o debate é talvez representativo de um fenômeno cultural que se estende além de Westeros e até mesmo além do mundo da televisão. Ao longo dos anos, a cultura ocidental tornou-se cada vez mais tolerante em como a sexualidade é retratada na mídia e provavelmente haverá sempre uma minoria que deseje interromper essa progressão.

Com relação a Game of Thrones, é fácil ver onde Clarke quer chegar. A maioria das cenas de nudez da trama são apresentadas no modo “fato da vida” que a atriz se refere e, como tal, contribui com o senso de realismo do show. Por exemplo, quando Daenerys emerge flamejante do fogo, faz sentido que suas roupas tenham desaparecido.

No entanto, existem instâncias tanto em Game of Thrones quanto em outras séries, onde a nudez em exibição parece não servir para outros fins do que desenhar uma emoção barata. De modo geral, as cenas de sexo fazem com que os espectadores falem e gerem publicidade e há momentos em que certamente parece que Game of Thrones desempenha isso. Também vale a pena considerar que tem havido várias ocasiões em que a série empurrou suas cenas de sexo para um território particularmente sombrio com momentos do tipo estupro brutal [no caso de Sansa nas mãos de Ramsay Bolton].

+ Se você curte Game of Thrones e outras séries da HBO, não deixe de conferir as novidades clicando aqui!

Neste sino do lado inferior esquerdo, você se inscreve para não perder nenhuma notícia do nosso site, assim você ficará sempre por dentro das últimas notícias do mundo geek ou se preferir curta nossa página no Facebook.

Deixe um comentário