CarrosDestaquesEconomia

IPVA ficará mais caro em 2022; saiba como calcular

Valor do imposto acompanha o aumento nos preços de carros novos e usados

Brasileiro não tem um minuto de alívio para o bolso. Inflação crescente, custo de vida nas alturas e impostos cada vez mais sufocando o trabalhador.

Se você tem um carro (seja para trabalho ou lazer), deve preparar o bolso em 2022. O IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores) deve ficar mais caro no ano que vem, acompanhando o aumento nos preços de carros novos e usados.

É claro que cada estado tem uma alíquota diferente do IPVA, que, inclusive, não passou por reajustes. Mas todos eles levam em conta o valor venal dos veículos na Tabela Fipe, no caso de carros usados, ou o valor que consta na nota fiscal da compra, no caso de veículos novos.

Dados mais recentes da Tabela Fipe mostram que os usados subiram mais de 31,8% em 12 meses. Os modelos novos tiveram alta de 19,3% no mesmo período.

O que explica esse aumento?

O preço mais alto é resultado, principalmente, da paralisação das fábricas, dada pelas medidas de isolamento social contra a Covid-19, e pela crise no mercado de semicondutores, usados como matéria-prima para a produção dos veículos.

Os carros, então, ficaram mais caros de se produzir. A falta de estoque nas concessionárias fez com que a procura pelos usados fosse maior.

Com o aumento nos preços, sobe também a base de cálculo do IPVA, mesmo que a alíquota do imposto continue a mesma.

Como calcular o IPVA de 2022?

Cada estado tem sua alíquota de IPVA exclusiva. Com ela em mãos, basta multiplicá-la pelo valor do veículo na Tabela Fipe, para usados, ou na nota fiscal, para veículos novos.

Região Sudeste

  • São Paulo: 4%
  • Rio de Janeiro: 4%
  • Minas Gerais: 4%
  • Espírito Santo: 2%
  • Região Sul
  • Paraná: 3,5%
  • Rio Grande do Sul: 3%
  • Santa Catarina: 2%

Região Centro-Oeste

  • Goiás: 3,75%
  • Distrito Federal: 3,5%
  • Mato Grosso do Sul: 3,5%
  • Mato Grosso: 2%

Região Nordeste

  • Alagoas: 3%
  • Pernambuco: 3%
  • Rio Grande do Norte: 3%
  • Bahia: 2,5%
  • Ceará: 2,5%
  • Maranhão: 2,5%
  • Paraíba: 2,5%
  • Piauí: 2,5%
  • Sergipe: 2,5%

Região Norte

  • Amazonas: 3%
  • Amapá: 3%
  • Roraima: 3%
  • Pará: 2,5%
  • Acre: 2%
  • Rondônia: 2%
  • Tocantins: 2%

Vamos usar um exemplo. Em dezembro de 2021, o Renault Kwid Zen 1.0 Flex 12V 5p Mec (ano/modelo 2018) custa R$ 41.641,00 na Tabela Fipe. Motoristas do RN devem multiplicar esses R$ 41.641,00 x 3%. O valor do IPVA, então, será de R$ 1.249,23.

Algumas pessoas, no entanto, possuem descontos no IPVA. É preciso procurar as regras do seu estado para verificar quais as condições de pagamento. Em alguns lugares, carros com mais de dez anos de idade são isentos do imposto.

Com informações do Brasil Econômico/IG*

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo