Concurso Público, Destaques

Iphan é autorizado a realizar novo concurso público com 411 vagas

Iphan é autorizado a realizar novo concurso público com 411 vagas

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) terá novos servidores públicos. O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) autorizou, nesta quinta-feira (03), a realização de concurso público para o provimento de 411 novos profissionais. A Portaria nº 108 foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

As oportunidades oferecidas serão do Plano Especial de Cargos da Cultura. De acordo com a portaria, o certame será realizado para a seleção de 104 Analistas, 176 Técnicos e 131 Auxiliares Institucionais. Os provimentos dos cargos de Analista e Técnico estão previstos para este ano. Já o ingresso no serviço público para os cargos de Auxiliar Institucional I está previsto para 2019 e condicionado ao orçamento do período.

A responsabilidade pela realização do concurso público será do Ministério da Cultura (Minc), que deve seguir o estabelecido no Decreto nº 6.944, de 21 de agosto de 2009. Já o provimento dos servidores depende de nova autorização do MP. O Minc tem o prazo de seis meses para a publicação do edital. ​​

Último concurso do Iphan

O último concurso Iphan ocorreu em 2009 e foi organizado pela Fundação Universa. Na época foram ofertadas 187 vagas para cargos de nível médio e superior em todo o Brasil. Confira abaixo os cargos contemplados pelo último certame:

Analista (nível superior), áreas de:

Planejamento e Gestão (51 vagas)
Contabilidade (04 vagas)
Tecnologia da Informação (02 vagas)

Técnico (nível superior), áreas de:

Arquitetura e Urbanismo (27 vagas)
Arqueologia (08 vagas)
Antropologia (03 vagas)
Educação (02 vagas)
História (07 vagas)
Conservação-Restauração De Bens Culturais (02 vagas)
Museologia (01 vaga)
Arquivologia (03 vagas)
História da arte (02 vagas)
Biblioteconomia (01 vaga)
Engenharia Civil (04 vagas)

Auxiliar Institucional (nível médio), área de:

Administração (45 vagas)
Técnico em edificações (25 vagas)

Etapas do certame

a) prova objetiva (eliminatória e classificatória): para todos os cargos;

b) prova discursiva (eliminatória e classificatória), para todos os cargos de Nível Superior.

c) avaliação de títulos e comprovação de experiência profissional (classificatórios), para todos os cargos de Nível Superior.

Prova objetiva

ANALISTA (Nível Superior)

Total de questões: 50

a) Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa; Língua Inglesa; raciocínio lógico; fundamentos das atividades relacionadas a gestão do patrimônio cultural; e fundamentos da administração pública – gestão pública e fundamentos de direito constitucional e administrativo): 20 questões; peso 1 ; pontuação máxima: 20 pontos.

b) Conhecimentos Específicos: 30 (trinta) questões; peso 2 ; pontuação máxima: 60 pontos.

TÉCNICO (Nível Superior)

Total de questões: 50

a) Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa; Língua Inglesa; raciocínio lógico; fundamentos das atividades relacionadas a gestão do patrimônio cultural; e fundamentos da administração pública – gestão pública e fundamentos de direito constitucional e administrativo) 20 questões; peso 1; pontuação máxima: 20,00 pontos.

b) Conhecimentos Específicos: (conforme área de atuação): 30 questões; peso 2; pontuação máxima: 60 pontos.

AUXILIAR INSTITUCIONAL (Nível Médio)

Administrativo

Total de questões: 50

Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, noções de direito administrativo e direito constitucional, raciocínio lógico e noções de informática) 50 questões; peso 1 ; pontuação máxima: 50 pontos.

Técnico em edificações

Total de questões: 50

a) Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, noções de direito administrativo e direito constitucional, raciocínio lógico e noções de informática) 30 questões; peso 1 ; pontuação máxima: 30,00 pontos.

b) Conhecimentos Específicos: (conforme área de atuação) 20 questões; peso 2; pontuação máxima: 40,00 pontos.

Prova discursiva

A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi aplicada somente aos candidatos aos cargos de Nível Superior.

Ela consistiu na elaboração de respostas a duas questões, cada uma com extensão máxima de 30 linhas, com base em temas previstos no edital, com valor total de 40 pontos (20 por questão).

Foram corrigidas as provas discursivas dos candidatos classificados dentro do número de 8 vezes o número de vagas oferecidas para cada cargo, respeitados os empates.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.