Idosa de 90 anos com coronavírus abre mão de respirador: “Já tive uma boa vida, guarde para os mais jovens”

abril 1, 2020 0 Por Rafael Nicácio
Idosa de 90 anos com coronavírus abre mão de respirador: “Já tive uma boa vida, guarde para os mais jovens”

Suzanne Hoylaerts, 90 anos e moradora do município de Lubbeek (Bélgica), morreu de coronavírus depois que se recusou a usar um respirador artificial e pediu para entregá-lo a pacientes mais jovens.

De acordo com o jornal belga 7SUR7, a idosa foi levada à clínica em meados de março, inicialmente com perda de apetite. Mais tarde, ela começou a ter outros sintomas e a perder o fôlego. Foi hospitalizada de imediato e, após os testes, recebeu o diagnóstico de covid-19. Naquela época, os médicos a isolaram para tratamento, o que, no caso dela, envolvia o uso de um respirador artificial.

No entanto, a mulher se recusou a usar o equipamento. “Não quero usar respirador artificial. Eu já tive uma vida boa, guarde para os pacientes mais jovens”, disse ela aos médicos – em um lindo gesto altruísta.

A decisão foi aceita pelos especialistas e, nos dias seguintes, seu estado de saúde piorou. Devido à baixa concentração de oxigênio em seu corpo, Suzanne morreu em 22 de março, dois dias depois de ser internada no hospital.

A filha dela, Judith, ressaltou que é um mistério para a família entender como sua mãe foi infectada pelo coronavírus, pois morava sozinha e levava muito a sério o isolamento social. “Foi um lindo gesto dela, mas a parte triste é que não pude dizer adeus a ela e nem tenho o direito de estar presente no funeral dela”.

Na Bélgica, foram registrados menos de 12.775 casos de coronavírus, com 705 mortes até o momento.

Em vários países do mundo onde a situação da pandemia se torna crítica, os sistemas de saúde estão lotados e, em muitos casos, enfrentam a escassez de respiradores e suprimentos médicos necessários para tratar pacientes gravemente enfermos.