Foto: Agência Brasil

(ANSA) – O embargo temporário imposto por Hong Kong às carnes brasileiras após a Polícia Federal (PF) deflagrar a “Operação Carne Fraca” foi suspenso nesta terça-feira (28), informou o Ministério da Agricultura.

As importações da carne brasileira de 21 frigoríficos envolvidos nas investigações haviam sido suspensas logo no início da operação. As amplas restrições impostas pela China e Hong Kong, grandes compradores das proteínas, foram as que mais impactaram o setor.

No ano passado, Hong Kong foi o terceiro maior comprador de carnes suínas, bovinas e aves do Brasil: US$1,6 bilhão. O país fica atrás apenas da União Europeia e da China.

Desde que a PF denunciou ter encontrado irregularidades na produção de carnes em alguns frigoríficos do país, 35 países anunciaram algum tipo de medida preventiva. A operação investiga o pagamento de propina para agentes liberarem a venda de carne irregular.

China, Chile, Egito, África do Sul, Emirados Árabes, Japão e Perua ainda têm restrições parciais dos produtos brasileiros enquanto Argélia, Bahamas, Catar, Jamais, México e Panamá suspenderam totalmente a compra. Na última segunda-feira (27), o governo da Suíça anunciou que ampliou o embargo da carne de quatro para todos os frigoríficios envolvidos nas investigações.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.