DestaquesSaúde

Homem saudável tem convulsões e descobre que seu cérebro está cheio de vermes há 20 anos

Ele teve infecção intestinal por tênias adultas provenientes da ingestão de carne de porco contaminada

Um caso peculiar foi publicado no The New England Journal of Medicine relatando um paciente que, segundo médicos de Massachusetts, nos Estados Unidos, estava infectado com “Taenia solium” (teníase), uma infecção intestinal por tênias adultas provenientes da ingestão de carne de porco contaminada.

O curioso é que, segundo a publicação, o parasita viveu em seu cérebro por duas décadas após entrar em seu corpo quando ele residia na Guatemala, e não havia causado nenhum sintoma até agora.

O homem de 38 anos estava bem de saúde, não tinha doenças cardiovasculares, respiratórias, gastrointestinais, geniturinárias ou neurológicas, não tinha histórico de epilepsia e ninguém conseguia entender por que uma noite ele sofreu uma convulsão muito forte e caiu da cama. As convulsões voltaram quando ele foi internado no hospital.

Os exames toxicológicos estavam limpos, não tomava medicamentos especiais e o único indício que levava os médicos a pensar que poderia ser um parasita cerebral era o fato de o paciente ter emigrado para os Estados Unidos de uma zona rural da Guatemala cerca de 20 anos atrás, informou a Ars Technica.

Ao realizar uma tomografia computadorizada, os médicos viram três lesões calcificadas em seu cérebro, produto do ninho de cistos larvais da tênia que havia migrado para sua cabeça, e diagnosticaram uma infecção parasitária chamada neurocisticercose , por isso ele provavelmente terá que tomar medicamentos anticonvulsivantes pelo resto da vida.

As tênias suínas podem entrar no corpo comendo carne de porco crua ou mal cozida. Sempre começam afetando primeiro o trato intestinal, onde podem crescer até dois ou até oito metros de comprimento, e seus ovos parasitas podem ser encontrados nos excrementos.

Se a vítima tiver o azar de ingerir seus cistos larvais, eles se desenvolverão em vermes na parte superior do intestino, onde continuarão a crescer e a gerar mais ovos. Mas se você comer carne diretamente contaminada com ovos do parasita, eles eclodem no estômago e os cistos larvais podem acabar no tecido muscular e migrar para outras partes do corpo, como os olhos e o cérebro.

A neurocisticercose se manifesta como dores de cabeça, confusão, problemas de equilíbrio e convulsões e pode ser fatal. É endêmico em partes da Ásia e da América Central.

O paciente foi tratado com antiparasitários, anticonvulsivantes e anti-inflamatório e recebeu alta cinco dias após a internação, sem manifestar problemas neurológicos ou apresentar convulsões. Os médicos monitoraram sua condição por três anos. Meses após o tratamento, o maior inchaço em seu cérebro diminuiu e o homem continuou sem convulsões, enquanto continuava a tomar medicamentos anticonvulsivantes. Os médicos ainda não sabem se ele terá que tomar o medicamento pelo resto da vida, devido à presença de lesões calcificadas que não vão desaparecer.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo