Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Destaques

Hermano Morais afirma que “Guamaré pode ser a redenção da economia do RN”

O potencial econômico do município de Guamaré, na região salineira do Estado, mais precisamente por meio do Pólo Cloroquímico, foi o tema de destaque no pronunciamento do deputado Hermano Morais (MDB) durante a sessão plenária desta terça-feira (9). O deputado defendeu mais investimentos no município e também a instalação do pólo a partir de matérias primas como cloro, sal e gás, para a produção do policloreto de polivinila, mais conhecido como PVC. O potencial é suficiente para gerar em torno de 40 mil empregos na cidade e região.

“Estive juntamente com o prefeito Adriano Diógenes e seus auxiliares em audiência com a governadora Fátima Bezerra na última sexta-feira (5) e apresentamos importantes pleitos para o município. Todos sabem que Guamaré tem um grande potencial econômico mas carece de investimentos em infra-estrutura, que já vem sendo feitos pelo governo municipal, mas precisa do apoio também do governo Estadual”, preocupa-se o deputado.

De acordo com informações do deputado, o projeto do pólo cloroquímico pode ser a redenção econômica não apenas de Guamaré e região, mas do Rio Grande do Norte, visto que o país importa o PVC e o município potiguar já deveria estar produzindo. Hermano Morais afirmou que já há inclusive grupos estrangeiros interessados no pólo, como é o caso dos chineses.

Hermano citou a necessidade de ações para melhorar a infraestrutura do município tendo em vista a diminuição da arrecadação e de milhares de postos de trabalho na cidade, com a redução das atividades da Transpetro. Outro ponto abordado foi a necessidade de alargamento da RN 401, por onde trafegam carretas transportando maquinário pesado e mercadorias para o comércio da região.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.