DestaquesRN

H3N2 e Covid-19: primeiro caso de coinfecção é confirmado no RN

A paciente identificada com os dois vírus tem 28 anos e mora no município de Governador Dix-Sept Rosado

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap-RN) confirmou neste sábado (18) que identificou o primeiro caso de coinfecção de Sars-CoV-2 (o vírus da Covid-19) e Influenza A H3N2 (gripe) no estado.

A paciente identificada com os dois vírus tem 28 anos e mora no município de Governador Dix-Sept Rosado, na região Oeste potiguar.

De acordo com a Sesap, o teste foi realizado pelo Laboratório Central Dr Almino Fernandes (Lacen), e registrou a presença tanto do vírus da Covid-19 como o da gripe na paciente.

Segundo o diretor administrativo do Lacen, o biomédico Derley Galvão de Oliveira, a coinfecção dos dois vírus já pode ter ocorrido com outros pacientes potiguares, porém essa é a primeira vez em que foi confirmada em teste laboratorial.

Ele também explicou que o resultado foi possível graças ao recebimento de um novo kit multiplex, em novembro, que permitiu a identificação também de Influenza, durante o teste contra Covid-19.

Não significa necessariamente que a pessoa está com as duas doenças ao mesmo tempo, porque o vírus pode ser detectado até 90 dias após a infecção. A gente não pode afirmar que a pessoa está com os dois vírus circulando, mas apenas que houve a presença do material genético dos dois vírus“, explicou o profissional.

Aumento de casos de Influenza no RN

Ainda de acordo com ele, somente no mês de dezembro já foram detectadas 93 amostras de Influenza A no setor de Biologia Molecular do Lacen. Destes, foram “subtipadas” 37 amostras, todas com resultado para a Influenza A H3N2. Vários estados do país já registraram aumentos de casos da doença em dezembro.

Ainda de acordo com o Lancen, a coinfecção encontrada é de “alta relevância” para monitoramento dos casos. A amostra será enviada à Fiocruz, no Rio de Janeiro, para passar por sequenciamento, a fim de que o estado identifique a cepa circulante e possa realizar um planejamento com relação á vacinação.

De acordo com a Sesap, não é possível realizar o teste de Influenza em todos os casos negativos de covid-19 pela complexidade do método e pela ausência de kits suficientes na rotina. O estoque atual enviado pelo Ministério da Saúde deve acabar nos próximos dias e limitar quantidade e velocidade na liberação de resultados da Influenza.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde recomendou que a população procure a vacinação contra a Influenza.

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) alerta à população para o aumento de síndromes gripais com maior circulação de vírus respiratórios (Influenza) no estado do Rio Grande do Norte. A Sesap reforça a necessidade da imunização com as vacinas contra a Covid-19 e a Influenza, disponíveis em todos os municípios. O estado distribuiu 200 mil doses da vacina contra a Influenza na segunda-feira (13) para reforçar o trabalho de imunização dos potiguares“, informou.

Com informações do G1 RN*

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo