Mundo

Guaidó recorre ao Papa para tirar Maduro do poder

Aborto é como contratar 'matador de aluguel' diz Papa Francisco
Foto: Angelo Carconi/Ansa e Lusa

Líder da Igreja Católica cogitou a hipótese de uma mediação da Santa Sé na crise na Venezuela, desde que seja um desejo dos dois lados

(ANSA) – O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, fez um apelo nesta quarta-feira (6) para o papa Francisco defender junto a Nicolás Maduro sua saída do poder do país latino.
“Eu peço a todos aqueles que podem nos ajudar a colaborar para o fim da usurpação, para um governo de transição e levar a eleições verdadeiramente livres”, disse o opositor em entrevista a emissora italiana “Sky Tg24”. O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela ainda pediu para o Pontífice ajudar Maduro a entender a necessidade de “avançar para um processo de transição ordenada que estabilize o país”.
Em referência a um possível diálogo com a mediação de Francisco, Guaidó ressaltou que “o tempo é outro na Venezuela”. No entanto, ele diz que ficará feliz em receber o Papa em seu país “muito católico, muito devoto, de grande tradição religiosa”.
Na última terça-feira (5), o líder da Igreja Católica cogitou a hipótese de uma mediação da Santa Sé na crise na Venezuela, desde que seja um desejo dos dois lados. A declaração foi dada um dia depois de Maduro afirmar ter mandado uma mensagem a Jorge Bergoglio pedindo sua ajuda para instaurar um diálogo político no país. “A grande autoridade moral que o Vaticano e o Papa têm, na melhor das hipóteses, facilita o processo de garantias para alguns que hoje se recusam a ver a realidade”, finalizou Guaidó.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.