Grande Natal, Mossoró e Vale do Assu lideram número de casos de covid-19

junho 5, 2020 0 Por Romário Nicácio
Grande Natal, Mossoró e Vale do Assu lideram número de casos de covid-19

Os dados da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) registram que o maior número de casos de Covid-19 no RN ocorreu nos municípios da Região Metropolitana de Natal, Mossoró e no Vale do Assu. A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, explicou, em entrevista coletiva desta sexta-feira, 05, que o monitoramento do órgão permite o acompanhamento do comportamento da pandemia e a tomada de decisões pela administração estadual e autoridades da saúde pública.

Este monitoramento ganhou reforço com a operação de um novo sistema de dados criado em uma parceria do Governo do Estado com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Instituto Metrópole Digital (IMD). O sistema unifica as informações para diminuir as divergências e também visa dar mais agilidade na obtenção de dados dos casos confirmados e descartados, facilitando assim o acompanhamento dos municípios a respeito da investigação dos casos e evolução dos pacientes. Os municípios continuam alimentando o sistema de base nacional, mas esse monitoramento e investigação passa a ser de base local.

“Agora teremos mais agilidade e mais transparência ainda do que já temos. O nosso Estado já é o segundo colocado em todo o país na divulgação das ações de combate ao coronavírus”, afirmou Alessandra Lucchesi, na entrevista coletiva de prestação de contas e atualização dos dados epidemiológicos.

O secretário adjunto da Saúde do Estado, Petrônio Spinelli, destacou que a parceria com a UFRN tem gerado ótimos resultados e o novo sistema permitirá números mais apurados, precisos e com maior rapidez.

Dados epidemiológicos

A taxa de isolamento social continuou muito baixa nesta quinta-feira – 40%. Na manhã desta sexta-feira, 618 pessoas estavam internadas em UTIs, semi-UTI’s e leitos clínicos em hospitais das redes pública e privada – sendo 323 em situação crítica. A de fila de regulação tinha 44 pessoas com prioridade 1 e 2 para internação em leitos críticos exclusivos Covid-19.

A taxa de ocupação de leitos é de 100% na região Oeste, em Pau dos Ferros, Natal e Grande Natal, e de 63,6% no Seridó. Os casos confirmados são 9.440, óbitos 387 (nove a mais que ontem, sendo que dois foram nas últimas 24 horas) e 67 óbitos estão em investigação.

Petrônio Spinelli explicou que ainda há grande necessidade de a população ficar em casa para reduzir o contágio e as internações. “Todo esforço para abertura de leitos ainda é insuficiente se a população não se engajar. É preciso que as pessoas se conscientizem por que chegará o momento que não será mais possível abrir novos leitos”.

Ele citou os esforços conjuntos do Estado e dos municípios. Parnamirim abriu um Hospital de Campanha com leitos para estabilização, mas não para casos críticos. Em Santa Cruz, o Hospital Municipal, em parceria com Estado, dispõe de leitos Covid-19. Em Guamaré novos leitos estão em implantação. No Hospital Rafael Fernandes, em Mossoró, as vagas são de retaguarda para os Hospitais Tarcísio Maia e São Luiz. O Governo trabalha para criar mais 15 leitos no São Luiz e abrir outros nos hospitais regionais de Assú e Santo Antônio. Em Pau dos Ferros, dois novos leitos completos foram instalados.