GOL Linhas Aéreas atinge receita líquida recorde de R$3,1 bilhões

agosto 1, 2019 0 Por Rafael Nicácio
GOL Linhas Aéreas atinge receita líquida recorde de R$3,1 bilhões

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A., (B3: GOLL4 e NYSE: GOL), a maior Companhia aérea doméstica do Brasil, divulgou nesta quinta-feira (1º) o resultado consolidado do segundo trimestre de 2019 (2T19). Todas as informações são apresentadas em IFRS, Reais (R$) e as comparações referem-se ao segundo trimestre de 2018 (2T18).

A receita líquida atingiu R$ 3,1 bilhões, a maior já registrada pela Companhia em um segundo trimestre, e um crescimento de 33,4% comparativamente ao 2T18.

A margem EBITDA atingiu 25,9% no 2T19, aumento de 9,5 p.p. na comparação trimestral. A projeção da GOL para margem EBIT e margem EBITDA em 2019 é da ordem de 18% e 28%, respectivamente.

A Receita por Passageiro Quilômetro Transportado aumentou 11,7% totalizando 9,3 bilhões no 2T19, impulsionado pelo crescimento de 8,9% no número de passageiros transportados, enquanto o crescimento em Assento Quilometro Ofertado (ASK) foi 6,5%.

A Companhia transportou mais de 8 milhões de Clientes no trimestre, crescimento de 9% comparado com o mesmo período do ano anterior, resultando em um market share doméstico brasileiro de 38%, segundo dados da ANAC. A GOL transportou também 39% dos passageiros do segmento corporativo, de acordo com os dados da ABRACORP.

“A forte demanda dos Clientes, principalmente no mercado corporativo, aliada à nossa disciplina de capacidade, nos permitiu um resultado operacional excepcional no segundo trimestre, tradicional período de baixa temporada em viagens aéreas no Brasil”, comentou Paulo Kakinoff, Diretor Presidente da GOL.

A GOL é agora a empresa líder em seis dos dez principais aeroportos com alta densidade de tráfego no Brasil. A malha aérea da Companhia com mais de 750 voos diários em uma frota única de Boeing 737 permite a mais alta capilaridade e conectividade, integrando os maiores mercados e destinos mais procurados no Brasil.

“Continuamos com a expansão de capacidade sustentável, crescendo para novos mercados regionais através do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e para os principais destinos de viagens do Brasil nos mercados do Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo e Salvador. Alinhado ao nosso plano de expansão internacional, iniciamos também operações para Cancún, no México, o 14º destino internacional e aonde somos a única Companhia aérea com voos diretos ligando o aeroporto de Brasília”, disse Kakinoff.

É válido destacar que no segundo trimestre, a GOL celebrou o 15º aniversário da sua listagem na Bolsa de Nova York.

Richard Lark, Diretor Vice-presidente Financeiro, afirmou: “Olhando para o futuro, nossas metas financeiras de longo prazo permanecem inalteradas: manter um balanço sólido, retornar ao nível de rating de crédito BB e ampla liquidez; gerar robustos fluxos de caixa operacionais e livres; e aumentar os lucros, margens e retornos”.

Para mais informações, clique aqui e confira o release completo da GOL.