Foto: Inácio Teixeira/ Coperphoto (26/09/2014)

Após ser preso na manhã desta quarta-feira (22), por determinação do juiz eleitoral Glaucenir Silva de Oliveira, de Campos dos Goytacazes, o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, foi levado à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, no Rio de Janeiro. Lá também estão, Jorge Picciani e outros deputados.

Garotinho estava detido no quartel do Corpo de Bombeiros, no bairro Humaitá, pois alegou que alguns dos políticos presos que se encontram lá não são seus amigos, inclusive o também ex-governador do Rio, Sérgio Cabral. Segundo Garotinho, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, teria o ameaçado de morte.

Os crimes apontados por Anthony Garotinhos, junto com sua esposa, Rosinha Garotinho, que foi levada à sede da PF no município de Campos, são por crimes eleitorais que incluem; corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais, cometidos por eles e toda sua equipe.

Além disso, segunda as investigações, a JBS havia firmado contrato fictício com a empresa Ocean Link Solutions Ltda para repassar R$ 3 milhões para a campanha de Garotinho, em 2014, as informações foram passadas pelo próprio empresário, André Luiz da Silva Rodrigues, ao Ministério Público Eleitoral.

O empresário falou, ainda em denúncia, “que o contrato entre a Ocean Link e a JBS seria simulado com vistas a transferir, mediante conta bancária e nota fiscal fria, R$ 3 milhões de reais que deveriam ser repassados para o réu Anthony Garotinho utilizar em sua campanha eleitoral para o Governo do Estado do Rio de Janeiro”, disse.

O esquema ainda teria envolvido outras empresas com contratos com a Prefeitura de Campos; a denúncia diz que o grupo utilizava aramas para cobrar propina à donos de empesas.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.