Mundo

G20 prevê aumento de 2,1% no PIB até 2018

encontro-do-G20
Foto: divulgação

Segundo um documento divulgado pelo G20, o crescimento incluiria US$ 2 trilhões à economia global e geraria empregos.

O G20 é o grupo onde se concentra as maiores economias do mundo. O documento informou sobre a possibilidade de conseguir até 2018 um crescimento de 2,1% a mais dos produtos internos brutos (PIB), composto por 19 maiores economias sendo incluso a Comunidade Europeia. A informação foi publicada após dois dias de reuniões, na cidade de Brisbane, Austrália.

De acordo com o G20, o aumento do índice no crescimento adicionaria a economia global US$ 2 trilhões, e com isso aumentaria as oportunidades de empregos. Os países destacaram que o progresso maior pode ser atingido com a tomada providencias para aumentar o investimento, o comércio e a competição, e ao mesmo tempo impulsionar o emprego.

Os membros do G20 pretendem ainda investir nas políticas macroeconômicas para apoiar o desenvolvimento e crescimento inclusivo, havendo a redução da desigualdade e pobreza. O grupo reforçou a necessidade de investir em infraestrutura, e colocou em destaque o trabalho dos bancos multilaterais e bancos públicos de desenvolvimento.

Os países assumiram a responsabilidade de diminuir a desigualdade no mercado de trabalho entre homens e mulheres nas taxas de participação, trazendo mais de 100 milhões de mulheres à força de trabalho até 2025. O G20 também se compromete vigorosamente a assumir a responsabilidade de reduzir a quantidade de jovens desempregados, considerado “inaceitavelmente alto”.

O documento informa ainda, manter o equilíbrio do sistema financeiro e ações para um sistema internacional de taxas “justas”. Destaca-se que os países tem o dever de buscar o aumento eficiente de energia para suprir às necessidades de crescimento sustentável e desenvolvimento. Por fim, favorecer a tomada de medidas de combate as mudanças climáticas que estejam em conformidade com a última conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o assunto.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.