Brasil

Fundação alemã diz que Brasil perdeu ‘credibilidade’

(ANSA) – A Fundação Konrad Adenauer, ligada ao União Democrata-Cristã (CDU), partido da chanceler alemã Angela Merkel, divulgou um relatório nesta sexta-feira (23) em que afirma que o governo brasileiro perdeu “credibilidade internacional”.

O documento alerta que “a imagem do Brasil se deteriora rapidamente” e descreve como uma “farsa” o julgamento da chapa vencedora das eleições de 2014, formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, feito recentemente pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), informou o jornal “Valor Econômico” que obteve acesso ao relatório de seis páginas.

O texto ainda critica a postura do presidente Michel Temer e diz que ele “perdeu credibilidade e continua conseguindo manter-se no poder por meio de manobras políticas questionáveis”. “Não obstante, a saída de Temer tampouco parece ser a solução do problema”, acrescenta o documento que diz que “não há saída à vista”.

A Fundação ainda critica o poder Legislativo, que não votou e não debate as reformas estruturais do país porque a maior parte dele também está envolvido na Operação Lava Jato, a a Justiça por estar ficando cada vez “mais politizada”.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias em seu e-mail. O artigo continua após o formulário!

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Os únicos elogios vão para a Lava Jato que, para a entidade, é um sinal na mudança da “cultura da impunidade” do Brasil.

Outro ponto destacado é que, com tantos problemas internos, o país está perdendo espaço no campo internacional, provocando um isolamento que pode ser difícil de reverter. “O Brasil, que já era considerado um ‘global player’, está desperdiçando seu potencial geopolítico. Esse isolamento é um passo que o Brasil não deveria arriscar, pondo a perder conquistas políticas e econômicas – mas não há saída à vista”, finaliza o documento.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.