Notícias

Com novos impostos, preço dos carros elétricos deve disparar no Brasil

O governo federal anunciou uma decisão que deve afetar de forma direta o cenário de carros elétricos, híbridos e híbridos plug-in produzidos fora do Brasil. A partir de 2024, esses veículos voltarão a pagar imposto de importação, com uma alíquota que atingirá 35% até 2026.

A implementação dos novos impostos ocorrerá de forma gradual, iniciando com uma alíquota de 10% em janeiro de 2024, subindo para 18% em julho do mesmo ano, 25% em julho de 2025 e finalmente, 35% em julho de 2026. Esta progressão implica que, a partir do início de 2024, os carros elétricos vendidos no Brasil podem sofrer um acréscimo de 10% em seu valor, uma realidade que dependerá da estratégia de mercado de cada fabricante.

Impacto no preço dos veículos mais vendidos

O Fipe Carros, com base em dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), realizou um estudo para entender o impacto desses aumentos nos preços dos cinco carros elétricos mais vendidos no Brasil. Na análise, consideramos o repasse integral da alíquota ao cliente final – é fundamental levarmos em consideração este cenário para compreender o potencial impacto.

Carros elétricos mais vendidos do Brasil com repasse inicial de 10%

ModeloPreço 2023Preço com o ReajusteValor acrescentado
BYD DolphinR$ 149.800R$ 164.780R$ 14.980
BYD Yuan PlusR$ 229.800R$ 252.780R$ 22.980
Volvo XC40R$ 339.950R$ 373.945R$ 33.995
BYD SealR$ 296.800R$ 326.480R$ 29.680
Volvo C40R$ 354.950R$ 390.445R$ 35.495

Justificativa do governo

O governo justifica essa medida como uma forma de desenvolver a cadeia automotiva nacional, acelerar o processo de descarbonização da frota brasileira e contribuir para o projeto de neoindustrialização do país. Atualmente, nenhuma fabricante instalada no Brasil produz veículos elétricos. Geraldo Alckmin, Ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, enfatiza que tal deliberação visa “incentivar a instalação de novas indústrias no país, promovendo emprego, renda e sustentabilidade através do foco em tecnologias de baixo carbono“.

Cotas para importação de carros eletrificados

Paralelamente ao retorno do imposto de importação, o governo uma cota para que as fabricantes possam trazer ao Brasil carros eletrificados sem pagar a alíquota. Estas cotas serão detalhadas em dezembro, mas já foram divulgados os valores totais para os próximos anos.

CategoriaAté junho de 2024Até julho de 2025Até junho de 2026
HíbridosUS$ 130 milhõesUS$ 97 milhõesUS$ 43 milhões
Híbridos plug-inUS$ 226 milhõesUS$ 169 milhõesUS$ 75 milhões
ElétricosUS$ 283 milhõesUS$ 226 milhõesUS$ 141 milhões

Perspectivas futuras

A decisão governamental de aumentar os impostos sobre carros elétricos importados gera um debate entre o desenvolvimento da indústria nacional e o acesso do consumidor a tecnologias sustentáveis. Este aumento progressivo nos impostos pode não apenas impactar os preços dos veículos elétricos, mas também influenciar a estratégia de mercado das fabricantes, o que, por sua vez, afetará as escolhas dos consumidores brasileiros.

A abordagem gradual da implementação do imposto sugere uma transição pensada, mas as implicações a longo prazo para o mercado de veículos elétricos no Brasil permanecem incertas. Portanto, os próximos meses serão cruciais para entender como as fabricantes e os consumidores responderão a essas mudanças.

Este cenário levanta questões pertinentes sobre a sustentabilidade e acessibilidade dos carros elétricos no Brasil, destacando a necessidade de um equilíbrio entre políticas protecionistas e incentivos à adoção de tecnologias limpas. À medida que o mercado brasileiro de veículos elétricos amadurece, essas políticas terão um papel crucial na definição do caminho que o país seguirá em relação à mobilidade sustentável.

Romário Nicácio

Administrador de redes, estudante de Ciências e Tecnologia (C&T) e Jornalismo, que também atua como redator de sites desde 2009. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento, com um amplo conhecimento em diversas áreas.Com uma vasta experiência em redação, já contribuí para diversos sites de temas variados, incluindo o Notícias da TV Brasileira (NTB) e o Blog Psafe. Sua paixão por tecnologia, ciência e jornalismo o levou a buscar conhecimentos nas áreas, com o objetivo de se tornar um profissional cada vez mais completo.Como co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento, tenho a oportunidade de explorar ainda mais minhas habilidades e se destacar no mercado, como um profissional dedicado e comprometido com a entrega de conteúdo de qualidade aos seus leitores.Para entrar em contato comigo, envie um e-mail para [email protected].

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo