Notícias

BYD está pronta para desbancar a Tesla em vendas de elétricos no mundo

A empresa chinesa BYD tem mostrado um crescimento impressionante no mercado global de carros elétricos e está em vias de superar a gigante americana Tesla em vendas até 2024. Esta ascensão é impulsionada pela estratégia do líder da BYD, Wang Chuanfu, que oferece uma variedade de veículos elétricos mais acessíveis em comparação com os preços mais altos da Tesla. Este movimento visa capturar uma parcela maior de consumidores preocupados com o custo.

Por outro lado, Elon Musk, CEO da Tesla, tem expressado preocupações sobre a acessibilidade e a demanda por veículos elétricos de alto custo. Enquanto a Tesla luta com essa questão de preços e acessibilidade, a BYD está aproveitando a oportunidade para expandir seu alcance no mercado. Ao introduzir veículos a preços mais competitivos, a BYD não só desafia a Tesla, mas também fortalece sua posição no crescente mercado global de veículos elétricos.

BYD Seal 2024
Foto: R.b Blindados

As líderes globais na fabricação de veículos elétricos, Tesla e BYD, exibem performances comparáveis em termos de vendas, receitas e lucros. Contudo, observa-se uma discrepância significativa em seus valores de mercado. Um relatório recente da Bernstein aponta que a BYD está projetada para alcançar uma receita de US$ 112 bilhões e um lucro de US$ 7,1 bilhões no ano de 2024.

Paralelamente, a Tesla, rival de renome no setor, tem previsões de receita de US$ 114 bilhões e lucro estimado em US$ 8,7 bilhões para o mesmo período. As cifras ressaltam não apenas a competição acirrada entre as gigantes do setor automotivo elétrico mas também o contraste em suas avaliações de mercado.

BYD superando a Tesla em futuro próximo?

No encerramento do terceiro trimestre de 2023, a Tesla Inc. manteve uma margem estreita nas vendas, superando a BYD por uma diferença de 3.456 veículos. Projeções atuais indicam uma possível inversão dessa liderança num futuro próximo.

Apesar de, atualmente, a Tesla liderar em aspectos financeiros chave — incluindo receita, lucro e valor de mercado — especialistas do setor antecipam que a BYD está se posicionando para fechar essas brechas ao longo de 2024, o que pode resultar em uma dinâmica competitiva significativamente alterada entre as gigantes do setor automotivo.

China ultrapassa o Japão como maior importador de automóveis do mundo

De acordo com dados recentes divulgados pela Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis, a China fez um avanço significativo no mercado automobilístico, exportando 4,41 milhões de veículos entre janeiro e novembro, marcando um aumento de 58% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

BYD Seal 2024
Foto: Divulgação

Com esses números impressionantes, a probabilidade é alta de que a China já tenha ultrapassado o Japão como o maior exportador mundial de automóveis, considerando que o Japão exportou 3,99 milhões de veículos nos mesmos meses. À medida que a indústria aguarda os resultados finais de 2023, a expectativa é de que a China consolide sua posição no topo da hierarquia automobilística mundial.

Josean Santos

Josean Belo dos Santos é um estudante de jornalismo e graduado em História pela UFPI. Ele possui ampla experiência no setor automotivo, iniciando sua trajetória em 2008. Além disso, atuou como colaborador em alguns dos principais sites do Brasil.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo