DestaquesRN

Famílias comem restos de animais para “enganar fome” no interior do RN

Seca, pandemia e crise deixam moradores do interior potiguar sem alimentação

A fome desesperadora do interior do Rio Grande do Norte foi pauta nacional de uma reportagem no jornal Folha de S.Paulo. A história contada pela jornalista Renata Moura retrata a dura realidade de quem não tem o que comer no município de Senador Elói de Souza – distante 61km de Natal.

A última vez que comi carne já tem mais de um mês. Foi quando ajudei a tirar o couro de uma vaca”, conta Adailton Oliveira, que fez uma das patas dianteiras do animal render 20 dias em seu fogão improvisado de lenha.

Ao invés de deixar a vaca para urubu e cachorro, a gente tem que comer“, diz o agricultor. “É isso porque não tem outro jeito. Sem chuva não se planta o que comer e se acabam os animais. Também não existe mais passarinho para desfrutar, e a gente não tem condição de pedir no mercado ‘bota 1 kg de carne com osso’. A gente tem que pegar os bichinhos para fazer a mistura.”

Deojem Emanuel Gomes da Silva, 57, conta não ter nada na geladeira. O alimento disponível na cozinha é meio quilo de feijão espalhado numa caixa.

A renda “é menor que o gás”. O botijão custa R $ 110. “Tudo subiu com a pandemia”, diz com tom de lamento. Sem almoço, comeu o feijão puro.

Ele conta que não é possível recorrer nem aos pequenos répteis, animais que por décadas fazem parte da dieta dos mais pobres afligidos pela seca no Nordeste.

A mistura, às vezes, é ovo. Às vezes, não tem. Nem calango, nem lagarto tijuaçu tem mais aqui. Eles migram atrás de água.” Há quem diga que os que ficam “são pequenos como lagartixas”.

A reportagem traz a voz de outros moradores que, assim como Adailton e Deojem, acordam todos os dias sem saber o que vão fazer para conseguir se alimentar.

Leia a reportagem na íntegra clicando aqui.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo