Faculdade EAD é uma opção para quem não quer voltar à sala de aula

Faculdade EAD é uma opção para quem não quer voltar à sala de aula

março 27, 2020 0 Por Rafael Nicácio

Quem faz faculdade presencial ou já fez sabe como a rotina é puxada. Somando-se a isso, a necessidade de ir ao campus de ensino todo dia e, a depender do curso, em turnos diferentes, desmotiva alguns estudantes. Também há aqueles que assumem não ter mais paciência para participar de encontros para trabalhos em equipe e outros afirmam que pela idade que já possuem não se encaixam no perfil jovial da turma.

Os motivos que levam à escolha da faculdade a distância são diversos e pessoais. Contudo, o consenso aprova que estudar on-line, quando se tem foco e disciplina, não é tão ruim assim. Prova disso é o aumento nas matrículas de cursos EAD. Conforme o último Censo da Educação A Distância, do Ministério da Educação (MEC), o Brasil já tem quase 1,5 milhão de pessoas que optaram por estudar na modalidade EAD.

A mestre em Educação e Contemporaneidade, pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Cíntia Dantas, 31, está no 4º semestre de Pedagogia EAD, na Uninassau. Para ela, estar novamente na sala de aula pesou na escolha da modalidade do seu curso. “Como é a segunda graduação e eu já estava trabalhando, não teria mais tempo e paciência para enfrentar o dia a dia na faculdade de novo”, alega a futura pedagoga.

Contudo, Cíntia ressalta que embora o curso EAD seja flexível – isto é, que o aluno estuda no horário que lhe convém – é preciso ficar atento ao comportamento pessoal para não cair na armadilha de se atrapalhar com os estudos. “Tem que ter muita disciplina porque o fato de ter o tempo que quiser para fazer as atividades, às vezes, atrapalha porque você vai deixando para a última hora. O material é disponibilizado no portal e você estuda por conta própria”, pontua.

Além da flexibilidade, outra vantagem dos cursos EAD é que são mais baratos. Isso é possível porque para uma instituição manter um curso a distância não tem os mesmos gastos que teria se as aulas fossem presenciais. Além disso, o aluno economiza com deslocamentos, alimentação fora de casa e cópias de apostilas.

Se interessou? Programas de inclusão educacional, como o Educa Mais Brasil, têm bolsas de estudo para você. Acesse o site (clique aqui) e confira as oportunidades disponíveis.