Mundo

Extremistas do Estado Islâmico destroem terceira cidade histórica no Iraque

cidade-destruida
Foto: El Diario / Reprodução

O sítio arqueológico de Dur Sharrukin, atual cidade de Jorsabd, capital da Assíria durante parte do reinado de Sargon II (722 – 705 a.C.), foi o alvo do grupo jihadista Estado Islâmico (EI). O sítio foi saqueado e destruído neste domingo (8), informaram à Agência Efe fontes do governo e das forças de segurança do Iraque.

As fontes acrescentaram que os jihadistas utilizaram várias escavadeiras para destruir o sítio arqueológico, antes de roubar as antiguidades que nele estavam. Entre os vestígios destruídos mais importantes, destaca-se o palácio do rei assírio Senaquerib, filho de Sargon II, disse à Agência Efe a presidente da Comissão de Turismo e Antiguidades do governo de Ninawa, Balqis Taha. A fonte das forças de segurança afirmou que o EI destruiu o palácio do rei Sargon II, além de outros edifícios próximos e vários templos.

O ministro de Turismo e Antiguidades do Iraque, Adil Shashab, disse hoje em entrevista que “o relaxamento da resposta internacional aos grupos terroristas causou a destruição das antiguidades iraquianas”. Adil reiterou o apelo para que o Conselho de Segurança da ONU organize uma reunião extraordinária sobre a destruição do patrimônio iraquiano. O EI destruiu ontem a milenar cidade de Hatra, declarada patrimônio da humanidade pela Unesco. Na quinta-feira, os jihadistas arrasaram a cidade assíria de Nimrud, e uma semana antes destruíram o Museu da Civilização de Mossul, todos eles em Ninawa.

As informações são do Terra

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.