Exame de sangue não invasivo pode detectar 5 tipos de câncer

julho 22, 2020 0 Por Romário Nicácio
Exame de sangue não invasivo pode detectar 5 tipos de câncer

Uma equipe internacional de pesquisadores desenvolveu um novo exame de sangue não invasivo que pode detectar cinco tipos de câncer muito antes dos métodos de diagnóstico convencionais. Segundo os autores, “objetivo final” seria realizar rotineiramente esses tipos de exames durante as verificações anuais de saúde.

O teste, chamado PanSeer, é eficaz para encontrar câncer de estômago, esôfago, colorretal, pulmão e fígado. Após os experimentos, o novo teste detectou o câncer em 91% dos pacientes que eram assintomáticos quando as amostras foram coletadas e que só foram diagnosticadas de um a quatro anos depois.

O estudo coletou amostras de plasma de mais de 120 mil pessoas entre 2007 e 2017. Cada participante deu amostras de sangue e passou por exames médicos regulares por 10 anos. Mais tarde, quando um dos indivíduos foi diagnosticado com câncer, a equipe científica teve acesso às amostras de sangue entregues anos antes de o paciente apresentar algum sintoma.

O teste também detectou com precisão o câncer em 88% das amostras de 113 pacientes que já haviam sido diagnosticados quando as amostras foram coletadas e, por sua vez, reconheceu amostras sem câncer em 95% das vezes.

Detecção em pacientes assintomáticos

“A abordagem imediata é rastrear pessoas com maior risco com base no histórico familiar, idade ou outros fatores de risco conhecidos”, explicou o co-autor do estudo Kun Zhang, chefe do departamento de bioengenharia da Universidade da Califórnia, em San Diego.

Os especialistas esclareceram que é improvável que o PanSeer possa prever quais pacientes desenvolverão a doença no futuro. No entanto, o teste pode identificar pacientes que já apresentam tumores cancerígenos, mas permanecem assintomáticos para os métodos atuais de rastreamento.

Além disso, os autores observaram que são necessários mais estudos em larga escala para confirmar o potencial do PanSeer, o que aumentaria significativamente a chance de sobrevivência dos indivíduos afetados, permitindo que o tumor maligno fosse removido ou o tratamento com medicamentos apropriados fosse iniciado a tempo.