Mundo

EUA acusa Coreia do Norte de fazer mega ataque hacker

Hackers

(ANSA) – O governo dos Estados Unidos acusou a Coreia do Norte de estar por trás do mega ataque hacker com o ransomware “WannaCry“, que ocorreu em maio deste ano e afetou mais de 200 mil computadores em 150 países.

Em um editorial no jornal “Wall Street Journal”, o conselheiro do presidente Donald Trump para a segurança interna e terrorismo, Thomas Bossert, afirmou que “há provas” que a ação partiu dos norte-coreanos e que não é apenas Washington que acredita nisso.

“Há outros governos e sociedades privadas que concordam conosco”, disse Bossert. De acordo com o conselheiro, o “WannaCry” foi “coordenado e custoso e a Coreia do Norte é diretamente responsável”.

“Não lançamos acusações superficiais. São baseadas em provas […] e as consequências e repercussões do ‘WannaCry’ foram além do impacto econômico. O vírus atingiu, de maneira particular, o sistema de saúde inglês, colocando vidas humanas em risco”, ressalta o texto.

“Enquanto trabalhamos para tornar a internet mais segura, continuaremos a considerar responsáveis aqueles que nos fazem mal e nos ameaçam, seja agindo sozinho ou em nome de organizações criminais ou de países hostis. Os hackers malignos pertencem à prisão, e os governos totalitários devem pagar um preço por suas ações. A Coreia do Norte continua a ameaçar a América, a Europa e o resto do mundo não só com suas aspirações nucleares”, diz ainda Bossert.

Atualmente, Washington e Pyongyang vivem uma tensa relação, com o risco iminente de um conflito nuclear.

O estilo do ataque com o vírus “WannaCry” foi o chamado ransomware, que faz uma espécie de “sequestro” dos dados de um computador e só os libera mediante pagamento. No entanto, apesar das acusações norte-americanas, não se sabe ainda a origem do vírus. A imprensa do país chegou a veicular que uma falha de segurança da Agência Nacional de Segurança do país (NSA) permitiu o roubo do vírus, que se espalhou de maneira avassaladora.

Especialistas apontam que essa disseminação foi causada pelo fato de todos os computadores atingidos, que usavam o sistema Windows, da Microsoft, não estarem atualizados. Outro fato importante é que o valor dos resgates foi “mínimo” pela proporção da ação. Estima-se que “apenas” US$ 30 mil foram pagos por usuários durante o período de ataque.

Um dos fatos mais “estranhos” da ação é que um pesquisador norte-americano descobriu uma espécie de “chave” que desligou o ataque, reforçando a tese de que tudo pode ter sido um grande teste que saiu do controle.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.