Mundo

“Eu não fechei a porta para o diálogo com o Estado islâmico”, diz Papa Francisco

Papa-Francisco

O Papa Francisco disse que não rejeitou a possibilidade de diálogo com o Estado islâmico. Seus comentários foram feitos na véspera de sua viagem à Turquia, que faz fronteira com Síria e Iraque, ambos parcialmente ocupados por membros do grupo terrorista. “Eu não sei se posso falar com o Estado islâmico, mas nunca fechei a porta. Minha porta está sempre aberta [para o diálogo]”, disse Francisco ao jornal italiano La Repubblica.

O papa chegou na última terça-feira (25) a Estrasburgo, onde ele apareceu diante do Parlamento e do Conselho Europeu em um rápido passeio de quatro horas. O sumo pontífice disse que atualmente a doença mais comum no Velho Continente é a solidão. “Nós temos um monte de coisas, às vezes desnecessárias, mas já não somos capazes de construir um relacionamento humano normal. Diante de nossos olhos está a imagem de uma Europa com cicatrizes, um pouco cansada e pessimista, que se sente antes do cerco de inovações de outros continentes “, disse ele.

Dias antes da declaração do Papa, o embaixador do Iraque no Vaticano, Habeeb al-Sadr advertiu que o Estado islâmico estava planejando um ataque contra Francisco em uma de suas viagens ao exterior.  Segundo Sadr, o grupo terrorista tem em suas fileiras membros canadenses, americanos, franceses, britânicos e até mesmo italianos, sendo assim o movimento poderia instruí-los para assassinar o pontífice quando a oportunidade surgir.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.