“Eu estou protegido porque eu tomo a Ivermectina”, diz Álvaro Dias

“Eu estou protegido porque eu tomo a Ivermectina”, diz Álvaro Dias

janeiro 20, 2021 0 Por Rafael Nicácio

O prefeito Álvaro Dias (PSDB) desistiu de ser a primeira pessoa a tomar a vacina Coronavac contra Covid-19 em Natal. Ele desistiu poucas horas depois do anúncio “tendo em vista a distorção que estão fazendo”.

Mais cedo, ele havia comentado que, por ser médico, a ideia seria “dar o exemplo” na campanha. O prefeito de 61 anos, porém, não se enquadra nos grupos prioritários para serem imunizados, segundo os planos estadual e municipal de vacinação.

“Algumas pessoas questionaram a possibilidade da eficácia da vacina, duvidando. E fizeram um desafio, uma convocação: ‘Por que você, prefeito, não é o primeiro pra dar o exemplo, como algumas pessoas fizeram?’. Eu disse que estava disponível. Eu sou médico, sou do grupo de risco, estou em contato permanente com o Hospital de Campanha. Também me incluo dentro dos profissionais da saúde que estão em permanente contato e, portanto, sujeito a risco de contaminação. Mas, tendo em vista que alguns grupos procuraram distorcer a disponibilidade que nós tivemos de ser o primeiro para dar esse exemplo, nós resolvemos repensar”, falou em entrevista à rádio 96 FM Natal.

Como argumento, o prefeito ainda destacou o uso da Ivermectina, que não tem eficácia comprovada.

“Eu estou protegido porque eu tomo a Ivermectina. Então, eu posso deixar para tomar a vacina em uma etapa posterior, sem nenhum problema”, completou.

Álvaro Dias disse agora que será o responsável por aplicar a primeira vacina em Natal, em um ato simbólico marcado para as 8h desta quarta-feira (20), no ginásio Nélio Dias, na Zona Norte da cidade. “Ao invés de tomar, eu posso, como médico, aplicar a vacina em alguém que esteja amanhã (quarta-feira) no ginásio Nélio Dias, às 8h”.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!