Etiene Medeiros: mulher, negra, nordestina e campeã mundial

julho 27, 2017 0 Por Arthur Dourado
Etiene Medeiros: mulher, negra, nordestina e campeã mundial

Na tarde desta quinta-feira (27), a pernambucana Etiene Medeiros conquistou a medalha de ouro na prova dos 50 metros costas no mundial de natação de Budapeste – na Hungria. Etiene que no último mundial ficou com a medalha de prata na mesma prova, superou a rival chinesa Fu Yuanhui e ficou com tempo de 27s14 – um centésimo a menos que a rival.

A prova

Logo na largada a brasileira tomou a ponta, a partir dos 25 metros a chinesa cresceu e a briga foi braçada a braçada, na chegada a medalha parecia que ia escapar, mas na chegada o momento em que as atletas jogam o braço para atrás, Etiene foi mais feliz e conseguiu por um centésimo vencer a chinesa. A medalha de Bronze ficou com a atleta da Bielorrússia Aliaksandra Herasimenia com o tempo de 27.23, a atleta era a mais velha da prova.

Etiene pioneira na natação brasileira

Primeira nadadora brasileira a ganhar medalha em campeonatos mundiais tanto em piscina longa quanto em piscina curta, primeira mulher a conquistar uma medalha de ouro em jogos Pan-americanos, primeira mulher a subir no pódio em campeonatos mundiais, primeira mulher brasileira a bater um recorde mundial (recordista mundial nos 50 metros costas em piscina curta). Enfim são muitas conquistas para a brasileira.

Nadadora polivalente

Muitas pessoas criticam alguns nadadores por não irem bem em provas não olímpicas, já que o 50 metros costas não está no cronograma olímpico. Mas Etiene coleciona conquistas nos 100 metros costas, 50 metros livre e 100 metros livre, além de nadar o 100 metros borboleta em algumas provas. Ou seja se tem prova rápida tem Etiene.