Polícia descarta hipótese de estupro coletivo após depoimento de adolescentes

Adolescente que denunciou o crime mudou a versão dada à polícia; caso aconteceu na Zona Norte de Natal

A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e Adolescente (DCA) em Natal, responsável pela investigação sobre o caso que aconteceu na Zona Norte de Natal, descartou a hipótese de estupro coletivo contra duas adolescentes. O suposto crime foi denunciado à Polícia Civil no dia 9 de maio por apenas uma das adolescentes.

Porém, na noite desta segunda-feira (15), uma reviravolta nos depoimentos mexeu com as investigações. De acordo com a delegada Dulcinéia Costa, titular da DCA, a outra suposta vítima negou o fato durante o depoimento.

“No dia do crime, uma das vítimas foi até a Delegacia de Plantão da Zona Norte e relatou com detalhes que ela e uma amiga teriam sido estupradas por quatro homens. Logo após o relato do crime, um homem de 25 anos, que seria um dos suspeitos pelo estupro foi detido. Durante esta semana, nós conseguimos ouvir a outra adolescente que teria sido vítima e ela negou que o estupro teria acontecido. Diante deste fato, nós decidimos realizar mais procedimentos de investigação e detectamos que a versão dada pela adolescente que tinha ido ao Plantão não era verídica. Ouvimos a jovem aqui na DCA e ela negou o relato do estupro que teria acontecido na semana passada”, detalhou a delegada Dulcinéia Costa.

No entanto, a adolescente que mudou a versão do depoimento, afirmou que apesar de não ter sido estuprada no dia 08 de maio, teria sido violentada há dois meses por este homem que foi preso na semana passada. Tal relato do fato, também será investigado pela DCA.

A Justiça foi informada do novo depoimento da adolescente para analisar a situação do rapaz que foi preso apontado como um dos autores do estupro.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!