escola nigéria
Foto: Sam Edwards / Gettyimages

Três pessoas ligadas a uma escola no estado nigeriano de Ogun, incluindo o dono e um professor, foram detidas na última quarta-feira (16) por terem amarrado vários estudantes do ensino médio à cruzes de madeira e os açoitado por estarem atrasados para a aula. O fato foi revelado pelo canal punchng.

Um policial, identificado apenas como Livinus, testemunhou a medida punitiva incomum quando passou pelo local a caminho do trabalho, e imediatamente exigiu que as autoridades escolares libertassem as crianças. No entanto, o proprietário do estabelecimento recusou-se categoricamente a cumprir a ordem.

Quando o policial tentou soltar os estudantes sozinho, o dono o espancou, junto com um dos professores. Além disso, os “educadores” atacaram um amigo de Livinus enquanto ele procurava algemas no carro para detê-los.

estudantes chicoteados na nigéria

Posteriormente, vários vizinhos tentaram ajudar o policial a entrar no prédio da escola, porém, mais uma vez o dono do local ofereceu resistência, no qual o policial teve que pedir reforços para fazer a prisão.

“É um incidente bárbaro”, que “não será permitido no século 21”, disse Abimola Oyeyemi, chefe de relações públicas da polícia estadual de Ogun. E acrescentou: “Eu não posso imaginar qualquer falha que pode cometer um estudante do ensino médio ao ponto de ser açoitado em público.”

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.