DestaquesTecnologia

Estes são os modelos de iPhone que não poderão atualizar para o iOS 16

Apple anunciou um 'tapa no visual' da tela de bloqueio e notificações do celular; é possível experimentar as novidades instalando a versão beta, que será lançada no mês que vem

Embora ainda falte um pouco para ser disponibilizado ao público em geral, a versão beta do desenvolvedor do iOS 16 já pode ser instalada. Claro: se no ano passado a Apple deixou de lado os iPhones com seis anos de lançamento, este ano a linha de corte subiu, e apenas os iPhones com menos de cinco anos poderão instalar o iOS 16.

Em outras palavras, enquanto o iOS 15 era compatível com todos os iPhones a partir do iPhone 6s, o iOS 16 deixará de fora o iPhone 6s, o iPhone 7 e o iPhone SE de primeira geração.

Estes são os dispositivos que não poderão atualizar:

  • iPhone 7
  • iPhone 7 Plus
  • iPhone 6s
  • iPhone 6s Plus
  • iPhone SE (1ª geração)
  • iPod Touch (7ª geração)
  • Qualquer modelo anterior

E estes, os que poderão:

  • iPhone13
  • iPhone 13mini
  • iPhone 13Pro
  • iPhone 13 ProMax
  • iPhone12
  • iPhone 12 mini
  • iPhone 12Pro
  • iPhone 12 Pro Max
  • iPhone11
  • iPhone 11Pro
  • iPhone 11 ProMax
  • iPhone XS
  • iPhone XSMax
  • iPhone XR
  • iPhone X
  • iPhone8
  • iPhone 8 Plus
  • iPhone SE (2ª geração ou superior)

Tenha em mente que o iPhone 8 e o iPhone X introduziram o chip Apple A11 Bionic, que foi um salto significativo em relação ao seu antecessor e incluiu o primeiro Neural Engine da Apple, essencial para muitos dos recursos de software que a empresa vem introduzindo nos últimos anos. Ainda assim, existem recursos do iOS 16 que estarão disponíveis apenas a partir do iPhone XS, como Visual Search e Live Text, e outros, como o Door Detection, que funcionarão apenas nos modelos mais recentes do iPhone.

Se você tiver um perfil de desenvolvedor, poderá instalar a versão beta do desenvolvedor do iOS 16 em um dispositivo compatível a partir de hoje. A versão beta pública chegará ao Programa de Software Beta da Apple em julho. Claro, existem maneiras não oficiais de instalar um perfil de desenvolvedor para entrar na versão beta mais cedo, mas confie em mim, você não vai querer um software instável em seu aparelho

iOS 16: o que você precisa saber sobre o novo sistema operacional

Os donos de iPhone têm bons motivos para aguardarem a chegada do iOS 16. Além de renovar o visual da tela de bloqueio do celular, o novo sistema operacional vai trazer ferramentas de produtividade, bem-estar e notificações mais inteligentes.

O anúncio foi feito na última segunda-feira (6), durante a conferência global para desenvolvedores da Apple (WWDC, na sigla em inglês). Além das novidades para o celular, a companhia apresentou um novo MacBook Air e atualizações nos softwares para iPad, Watch e computadores da marca (saiba mais sobre o evento).

Quais são as principais novidades?

A Apple mostrou uma série de recursos e pode divulgar mais sobre o iOS 16 até o lançamento oficial do sistema. Por enquanto, algumas das novidades são:

  • Tela de bloqueio: o iOS 16 promete mais opções para personalizar a tela do iPhone com fotos, estilos de relógio e widgets. A Apple ainda promete deixar a hora de desbloquear mais divertida com opções de cores e animações;
  • Notificações avançadas: a empresa vai permitir que os usuários insiram widgets com informações em tempo real na tela bloqueada do celular. Vai ser possível, por exemplo, acompanhar a chegada do motorista de aplicativo sem precisar desbloquear o iPhone;
  • Modo de foco: no iOS 16, a Apple vai expandir o modo de foco. Os usuários poderão criar perfis para quando estiverem trabalhando ou em descanso;
  • Mensagens: no novo sistema, o aplicativo vai permitir editar textos depois de enviados e até cancelar mensagens compartilhadas por engano;
  • Novos memojis: durante a conferência para desenvolvedores, a Apple prometeu que o iOS 16 terá mais memojis e formas de personalizar esses avatares;
  • Fitness: no iOS 16, o aplicativo Fitness (Atividade) estará disponível mesmo para quem ainda não tem o Apple Watch. O app vai usar os sensores do iPhone para acompanhar a movimentação e exercícios dos usuários.
Nova tela de bloqueio é a principal novidade do iOS 16 — Foto: Divulgação

Que recursos não devem chegar ao Brasil?

Algumas das novidades demostradas pela Apple não devem chegar no Brasil. Dentre eles, estão:

  • Melhorias no Apple Pay: só os usuários dos Estados Unidos terão acesso ao recurso que transforma o iPhone em uma espécie de maquininha de cartão para pagamentos entre contas do Apple Pay. Outro recurso financeiro que só está disponível para americanos é a possibilidade de parcelar esses pagamentos;
  • Documentos na carteira do iPhone: ainda não vai ser dessa vez que os brasileiros poderão cadastrar documentos oficiais de identificação usando seus iPhones. Por enquanto, a empresa está trabalhando com alguns estados dos EUA para que a carteira de motorista digital seja reconhecida pelas autoridades americanas;
  • Novo visual do Mapas: recentemente, a Apple remodelou seu aplicativo de navegação para incluir mais informações sobre trânsito, rotas para quem usa bicicleta e outras novidades. Disponível em dez países, incluindo os EUA, Reino Unido e Canadá, o novo app foi anunciado para mais onze países nesta segunda. O Brasil, no entanto, não está na lista.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.