Mundo

Estado Islâmico ocupa uma base militar no Iraque e executa 300 soldados

O Estado Islâmico tem mantido sob seu domínio uma base militar perto de Bagdá e executou cerca de 300 soldados iraquianos. As informações são da agência Reuters.

Refém do Estado Islâmico implora por sua vida em mensagem à família

As autoridades iraquianas ainda não comentaram a informação, porém, fontes da inteligência iraquiana afirmam que houve uma ocupação de base militar, na cidade de Saqlawiya, a nordeste de Fallujah. Após controlar a cidade de Alsijir, os jihadistas islâmicos levantaram acampamento militar em Saqlawiya, onde, havia cerca de 1.000 soldados, dos quais 300 foram executados.

Foto: Reuters
Foto: Reuters

O EI foi formado como um ramo da Al Qaeda no Iraque e liderado por Abu Bakr al Baghdadi. Chamados de Estado Islâmico do Iraque (ISI), eles não agem diretamente sobre a Síria. Em meados de 2011, um dos seus membros, Abu Muhammad Al-Golani, fundou a Frente al-Nusra, que se tornou o principal ator jihadista na guerra civil na Síria. Na quinta-feira (18), o premiê iraquiano, Haider al-Abadi, disse que o Iraque descobriu um plano para a preparação de ataques terroristas nos transportes públicos em Paris e Nova York.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.