Estado americano terá que pagar US$ 500 mil a inocente que passou 23 anos preso
Curtis Flowers (Foto: MDOC / AFP)

Estado americano terá que pagar US$ 500 mil a inocente que passou 23 anos preso

Após passar 23 anos na prisão por um crime que não cometeu, Curtis Flowers irá receber US$ 500 mil do estado do Mississipi, Estados Unidos, como forma de indenização.

O juiz federal George Mitchell ordenou que Flowers recebesse a quantia por conta de sua injusta prisão. O pagamento será feito em dez parcelas anuais de US$ 50 mil. A soma da indenização é o máximo permitido pela legislação estadual. O estado também terá que pagar um adicional de US$ 50 ao seu advogado.

“Eu me sinto bem” , disse Flowers, 50, em entrevista para a APM Reports. “Acho que deveria ter sido mais, mas me sinto bem.”

Curtis foi preso em janeiro de 1997 sob a acusação de assassinato de quatro pessoas em uma loja de móveis na cidade de Winona, Mississippi, onde havia trabalhado duas semanas antes. Depois de ser condenado, ele permaneceu atrás das grades por quase 23 anos, durante os quais tentou apelar da sentença.

Dois de seus julgamentos resultaram em júris discordantes, enquanto outros quatro terminaram em condenações e sentenças de morte que foram posteriormente anuladas em recursos devido a má conduta do Ministério Público.

Desde sua libertação em dezembro de 2019, Flowers passou grande parte de seu tempo compartilhando sua história para aumentar a conscientização sobre as desigualdades raciais no sistema de justiça criminal americano. Agora ele planeja criar uma fundação para ajudar presidiários que precisam de assistência jurídica.

Curtis também contou que irá se casar com sua noiva no final deste mês. Eles iniciaram uma relação por correspondência enquanto ele estava na prisão.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: