PUBLICIDADE

Fluminense x Internacional fazem jogo eletrizante na semifinal da Libertadores

Com emoção até os minutos finais, a partida teve expulsão, superação e virada no placar, mas acabou em igualdade e vaga na final segue aberta
Fluminense e Internacional fazem jogo eletrizante e empatam na primeira partida da semifinal (Foto: Marcelo Gonçalves e Mailson Santana/FFC)
Fluminense e Internacional fazem jogo eletrizante e empatam na primeira partida da semifinal (Foto: Marcelo Gonçalves e Mailson Santana/FFC)

A noite desta quarta-feira (28), foi eletrizante para os torcedores de Fluminense, Internacional e os amantes do bom futebol. A primeira partida das semifinais da Conmebol Libertadores foi um verdadeiro espetáculo no Maracanã, com direito a bis na próxima semana no Beira-Rio.

Falar sobre a partida desta noite entre Fluminense x Internacional é antes de tudo analisar um espetáculo. Não por acaso, o jogo teve elementos que poderiam lembrar um filme desses lançados pela Marvel.

Em campo, tivemos heróis óbvios e também improváveis, vilões de ambos os lados, pelo menos duas grandes histórias de superação, e um desfecho final para deixar qualquer um ansioso pela continuação.

Táticas e escalações

Jogando em casa, o Fluminense surpreendeu, o técnico Fernando Diniz mandou a campo um time ofensivo com praticamente quatro homens de ataque e apenas dois meio-campistas, Ganso e André. O treinador já havia usado a mesma escalação na primeira partida contra o Olimpia, a exceção de Marcelo, que cumpria suspensão.

Enquanto isso, o técnico Eduardo Coudet escalou o internacional com uma variação entre o 4-4-2 e 4-2-3-1, com Alan Patrick cumprindo a mesma função de hora ser meia de criação, hora segundo atacante. Também um esquema que o treinador já havia adotado em outros jogos na Libertadores, a exemplo da partida de volta contra o Bolívar.

Como foi Fluminense x Internacional?

Com a bola rolando, a partida começou em um ritmo já acelerado, com ambos os times marcando alto quando sem a bola e buscando criar oportunidades quando com ela. Enquanto as primeiras oportunidades foram aos poucos surgindo para ambos os lados, o Fluminense parecia estar com uma leve vantagem no domínio da partida.

Pressionando a saída de bola do Internacional, Renê vacila e Arias consegue roubar a bola e acertar um passe na entrada da área para John Kennedy. Marcado, o presidente fez um lindo giro como pivô e rolou para Gérman Cano sozinho na esquerda chegar chutando de primeira sem defesa para Rochet aos 09′ minutos de jogo.

Mesmo já em vantagem, o Fluminense continuava pressionando e buscando ampliar a vantagem. Mas tomou um susto quando aos 17′ minutos Enner Valencia empatou para o Internacional. Contudo, em posição de impedimento na jogada, o gol foi anulado.

Mesmo com o gol sendo anulado, o Internacional cresceu e voltou a equilibrar as oportunidades. Fábio precisou salvar o Fluminense em duas oportunidades seguidas. Muito pior que os sustos na torcida Tricolor, foi a expulsão do lateral-direito Samuel Xavier. Aos 39′ minutos da primeira etapa, o lateral levou o segundo cartão amarelo após falta em Enner Valencia.

Com um a mais o Inter cresceu e buscou no abafa marcar antes do intervalo. Nesta intenção aos 50′ do primeiro tempo a equipe de Coudet conseguiu alcançar o gol de empate com Mallo. O lateral-direito se antecipou a Marcelo e Keno na área Tricolor. Após lançamento de Renê para a área, o lateral direito chegou de cabeça para marcar contra Fábio. A princípio o árbitro até marcou impedimento, mas o VAR confirmou a posição legal do lateral Colorado.

Segundo tempo

Após a igualdade no placar na etapa inicial, o segundo tempo começou com pressão do Internacional. Até aproveitando a superioridade numérica, os Colorados pressionaram e até conseguiram marcar aos 09′ minutos da segunda etapa com o zagueiro Mercado. Porém, um toque na mão do defensor argentino antes da bola entrar no gol, acabou por invalidar o lance.

Apesar disso, aos 18′ minutos o Internacional voltou a marcar, dessa vez com Allan Patrick, que aproveitou uma sobra de Valencia em um passe de Maurício. Dentro da área e com a bola no pé, o Camisa 10 acertou um drible de corpo em Marcelo e chutou firme sem chances para Fábio.

Com a virada no placar o Internacional parecia que levaria a vitória para o Beira-Rio. Apesar disso, aos 32′ minutos viria a reação do Fluminense, mesmo com um jogador a menos em campo.

Arias cobrou um escanteio aberto pela direita e Nino desviou de cabeça na direção de Cano. Marcado por Mallo, o matador argentino consegue chutar de voleio, com a facilidade de quem ignorou a marcação, para surpreender Rochet e empatar a partida novamente para o Fluminense.

Após o gol, tanto Fluminense quanto Internacional ainda buscaram abrir nova vantagem no placar. Mas a partida acabaria mesmo em 2×2 e a classificação segue em aberto.

Próximos jogos e segunda etapa da decisão de Fluminense x Internacional

Agora o Fluminense vai a Mato Grosso enfrentar a equipe do Cuiabá. Enquanto o Internacional recebe o Atlético-MG no Beira-Rio. Ambas as partidas ocorrem neste sábado (30) pela 25ª rodada do Brasileirão. Enquanto o Flu entra em campo às 18h30, o Internacional jogará às 21h00 (horários de Brasilia).

Pela Libertadores, as equipes voltam a se enfrentar na segunda partida das semifinais da competição. A disputa ocorrerá no Beira-Rio, às 21h30 (horário de Brasília) e uma vitória simples, para qualquer um dos lados resolve a parada e garante a presença na final.

COMPARTILHE: