Especialista recomenda alterar três configurações do WhatsApp para evitar ataques de hackers

Especialista recomenda alterar três configurações do WhatsApp para evitar ataques de hackers

Especialista recomenda alterar três configurações do WhatsApp para evitar ataques de hackers

Romário Nicácio março 18, 2021 Destaques

Com o avanço da tecnologia, aumenta a preocupação para os ataques de hackers que estão se tornando cada vez mais comum. Casos de roubo de contas e dados do WhatsApp aumentam cada vez mais e os usuários devem se atentar para três configurações do aplicativo relacionadas à privacidade, arquivos recebidos e verificação de perfil, de acordo com as recomendações do especialista em segurança Zak Doffman, publicadas recentemente em Forbes.

O especialista, fundador da empresa Digital Barriers que busca soluções avançadas de vigilância para defesa, segurança nacional e combate ao terrorismo, partiu de um caso em que hackers enganaram um usuário, a partir de uma conta já roubada de um de seus amigos, para compartilhar um código enviado por mensagem sms para o seu telefone.

Confirmação em duas etapas

Essa operação permite que invasores assumam sua conta, e a recuperação pode ser um processo trabalhoso. No entanto, uma das primeiras ações que Doffman recomenda é ativar a confirmação em duas etapas do WhatsApp.

Para fazer isso, o usuário deve entrar na seção ‘Conta’, encontrada em ‘Configurações’. Posteriormente, o aplicativo solicitará que você insira seis dígitos e um e-mail para recuperar o acesso, caso esqueça os números colocados. O procedimento é curto e leva menos de um minuto.

“Todos que usam o WhatsApp devem usar essas configurações de segurança”, frisou o especialista. Portanto, se um hacker assumir o controle de sua conta WhatApp, não poderá concluir o roubo sem saber seu PIN ou código de verificação.

Arquivo de fotos e vídeos

Doffman alerta que fotos e vídeos só devem ser salvos quando o usuário conhece o remetente e tem a certeza de que os arquivos multimídia foram enviados por seu contato e não baixados da internet para posteriormente serem compartilhados pelo WhatsApp.

Caso contrário, os usuários correm o risco de que fotos ou vídeos de origem desconhecida contenham código malicioso que pode travar o dispositivo ou afetar os aplicativos.

“Salvar automaticamente as fotos do WhatsApp é como deixar a porta da frente aberta ; isso traz um nível de risco que não é necessário e pode danificar seu telefone”, explicou o especialista em segurança cibernética Jake Moore.

Para evitar riscos, é recomendável entrar na seção ‘Conversas’ da área ‘Configurações’ e desativar a opção ‘Salvar na galeria’ no iPhone ou ‘Visibilidade de mídia’ no Android.

Quem pode adicionar seu contato a grupos?

Finalmente, Doffman sugere ir para as configurações de ‘Conta’ e a guia ‘Privacidade’ e limitar quem pode adicionar seu contato aos grupos. Neste caso, recomenda-se selecionar a opção ‘Apenas para meus contatos’ . Além disso, o técnico especificou que nenhum dos segmentos nesta seção deve estar disponível para ‘Todos’ e, pelo menos, limitá-los aos amigos.

As diretrizes impedirão que hackers acessem sua conta, ataquem seus contatos por meio de software malicioso ou mesmo consolidem golpes financeiros. “Você precisa alterar suas configurações e deve fazer isso hoje”, alertou o especialista.

Outros artigos