Escândalo faz Bolsa ser paralisada após cair mais de 10% e dólar subir mais de 8%

Principal índice da Bovespa teve seus negócios interrompidos pelo mecanismo de circuit breaker

Na noite de ontem o site do jornal “O Globo” divulgou que os irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, donos da JBS, informaram ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, na última quarta-feira (16), que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha.

Os empresários fizeram uma delação premiada e a homologação depende de Fachin. O teor da delação é, segundo o jornal “O Globo”, igual ou maior que a da Odebrecht. Além de Temer, a delação ainda cita os nomes do senador tucano Aécio Neves e do ex-ministro petista da Fazenda, Guido Mantega.

O teor da publicação balançou o mercado. Após desabar 10,47%, a 60.470 pontos, no início do pregão desta quinta-feira (18), o principal índice da Bovespa teve seus negócios interrompidos pelo mecanismo de circuit breaker.

De acordo com as regras da Bolsa, com este mecanismo ativo, os negócios são paralisados por 30 minutos e, se após este período a queda do índice atingir 15% os negócios são suspensos por um hora.

Passado os 30 minutos, a Bolsa foi reaberta mas continuou caindo mais de 10% e foi novamente fechada por um hora.

Dólar

O pânico no mercado financeiro atingiu de cheio a cotação do dólar. Hoje, o dólar  comercial opera em forte alta e por volta das 10h40 estava cotada a R$ 3,41, registrando uma alta de 8,82% na venda. Já por volta das 11h, a moeda norte-americana tinha alta de 9,46%, a R$ 3,43.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!